Biden felicita novo governo de Israel: “nosso melhor parceiro”

Presidente Joe Biden cumprimentou o novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennetti

 

O presidente Joe Biden felicitou o novo governo de Israel e manifesta vontade de cooperar para promover “segurança, estabilidade e paz para israelitas, palestinianos e todos os povos da região”

 

Da Redação

O presidente Joe Biden, felicitou neste domingo o novo primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, que sucede a Benjamin Netanyahu, que esteve no poder durante 12 anos. “Em nome do povo norte-americano, felicito o primeiro-ministro, Naftali Bennett, o primeiro-ministro suplente e ministro das Relações Exteriores, Yair Lapid, e todos os membros do novo governo israelita”, afirmou Biden em comunicado.

No documento, Biden acrescentou estar “ansioso para trabalhar” com Bennett” no fortalecimento das relações entre nos dois países.

“Israel não tem melhor amigo do que os Estados Unidos, nosso melhor pareceiro. O vínculo entre os nossos povos é a prova dos valores que partilhamos e de décadas de estreita cooperação”, acrescentou Biden.

Joe Biden disse ainda que “os Estados Unidos vão continuar a apoiar firmemente a segurança de Israel” e que o seu Governo “está totalmente comprometido em trabalhar com o novo Governo de Israel para promover a segurança, estabilidade e paz para israelitas, palestinianos e todos os povos da região“, concluiu.

O parlamento de Israel aprovou neste domingo o Governo de coligação do novo primeiro-ministro Naftali Bennett. Dos 119 deputados presentes (de um parlamento de 120), 60 votaram a favor da nova coligação, que integra partidos que vão desde a direita à esquerda, incluindo o apoio de um partido árabe.

Cinquenta e nove deputados, a maioria do partido Likud de Netanyahu e de partidos de extrema-direita e ultraortodoxos, opuseram-se a esta nova solução governativa para Israel.

O parlamento israelita aprovou, assim, um voto de confiança no “governo de mudança” liderado pelo líder da direita radical Naftali Bennett e pelo líder centrista Yair Lapid, encerrando mais de 12 anos de governação de Benjamin Netanyahu.

A coligação que governa Israel a partir de este domingo reúne dois partidos de esquerda, dois do centro, três da direita e, num caso muito raro na história de Israel, um partido árabe – o Raam – do islâmico moderado Mansour Abbas.

Netanyahu permaneceu em silêncio durante a votação, tendo, de seguida, cumprimentado Naftali Bennett, antes de se sentar brevemente no lugar do líder da oposição.