‘Boicote diplomático’ dos EUA aos ‘Jogos de Inverno de Pequim’ tem apoio de Biden

Corpo diplomático dos EUA pode boicotar os “Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim”

 

Vem sendo discutido o “boicote diplomático” dos EUA aos “Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim”, que acontecem em fevereiro do próximo ano. O presidente Joe Biden é favorável ao “boicote”, que poderá vetar a ida de diplomatas do país na abertura das competições

 

Da Redação

______continua após a publicidade_______

seguro

Já se fala em “boicote diplomático” dos EUA aos “Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim”, que acontecem em fevereiro do próximo ano. O presidente Joe Biden reforça essa possibilidade, embora não tenha dado maiores detalhes sobre o boicote, como ocorreu em 1980 nas “Olimpíadas de Moscou” (URSS) — em plena Guerra Fria. No caso da China, o país irá enviar a delegação, mas sem a presença de representantes diplomáticos à cerimônia de abertura, rompendo uma tradição.

O boicote americano é em protesto ao tratamento dado pelo governo de Xi Jinping à minoria muçulmana uigur na província de Xinjiang, no leste do país. O Ocidente pressiona a China para interromper os massacres e as prisões, enquanto Pequim nega excessos. O ex-presidente Donald Trump classificou a China como “país genocida”, pelos atos cruéis.

Importante lembrar que a relação entre a China e os EUA também passa por crises em outras áreas, como a escalada militar em Taiwan e a pressão de Hong Kong, território autônomo cada vez mais submetido a Pequim.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse nesta quinta-feira que os EUA estão preocupados com abusos nos direitos humanos, mas se negou a dizer quando uma decisão sobre as Olimpíadas será tomada.

Além disso, o secretário de Estado, Antony Blinken, disse que o governo americano discutiu com aliados como ocorreria a participação nas Olimpíadas de Pequim. Nada, porém, foi decidido.



____________________publicidade___________________

seguro

tarot

anuncie