E-REC: Gravando sua música… pela web

E-REC: Gravando sua música… pela web

Edição de novembro/2018 – p. 42

E-REC: Gravando sua música… pela web

Produzir música gravando à distância. Foi exatamente esse o formato de gravação que comecei a me envolver ‘acidentalmente’ no final dos anos noventa. Procurando por possibilidades para gravar com músicos de diferentes cidades e até países, vi na internet uma remota possibilidade para que isso fosse possível. Embora desaconselhado por ‘especialistas’ quanto a minha ideia de enviar e receber arquivos de áudio para realizar minhas produções, foi com muita pesquisa e teimosia que passei a me arriscar em gravar e produzir dessa forma. Hoje, vinte anos depois, com oito discos autorais gravados e muitas colaborações em discos de terceiros, o recurso é amplamente utilizado por músicos e produtores em todo o mundo, e aquilo que parecia uma ideia desprezível, se tornou uma ferramenta de grande valia.

O que é E-REC?

Gravar via web já deixou de ser bicho de sete cabeças. Hoje já são muitos os músicos, produtores, compositores e engenheiros de som que utilizam a web como ferramenta básica para produção musical, inclusive com o melhor custo/benefício. Sites especializados se multiplicaram pela web, e utilizar a gravação à distância tende a se tornar uma constante na música moderna. Apostas a parte, muitos são aqueles que ainda encontram dúvidas referentes a gravação via E-REC. Afinal de contas, com o uso do recurso por meio dos novos equipamentos, surgem também novas dúvidas sobre o assunto.

Aos pouco familiarizados com gravação à distância, gravar via E-REC consiste em envolver músicos gravando separadamente, cada um em seu respectivo estúdio, estejam eles em qualquer lugar do mundo. Isso significa que um baterista gravando nos Estados Unidos pode receber arquivos de áudio de um guitarrista que esteja na França, de um baixista que esteja na Alemanha e de um percussionista que esteja no Brasil, para que no final tudo soe como se todos tivessem gravado em um mesmo estúdio, ao mesmo tempo. O que parecia mágico, na realidade hoje é bastante simples, quando a internet chega em alguns países a velocidade de 170,99 Mbps! Tempos modernos.

Como gravar via E-REC?

Suponhamos que você seja um guitarrista, tenha suas músicas gravadas apenas com guitarra e instrumentos MIDI, sequenciados, e agora queira gravar o mesmo arranjo com os músicos de sua preferência que residem longe de sua cidade. Utilizando o recurso de gravação à distância isso será possível. Para isso, você deverá contatar os músicos, obtendo inicialmente informações sobre a disponibilidade para gravar à distância, bem como valor de cachê referente a gravação, para então dar sequência ao processo de produção musical. É recomendável que os músicos envolvidos tenham seus respectivos home studios – fator importante para que a produção seja ágil, dentro dos prazos estabelecidos, e principalmente dentro do seu orçamento. Acertados os detalhes iniciais, o próximo passo é repassar aos músicos contratados todas as informações referentes a forma como gravou sua guitarra, como por exemplo o software que utilizou, configuração utilizada durante a gravação, bpm da música gravada e tudo mais que tenha em seus arquivos. Junto com as informações técnicas, é indispensável que informe aos músicos todos os aspectos referentes a produção musical propriamente dita, ou seja, o conceito estético sobre o trabalho o qual será gravado, arranjo e afins. Em alguns casos, a sua música gravada inicialmente com instrumentos MIDI poderá valer como referência (pré-produção).

Gravar via E-REC significa trocar pela internet arquivos de áudio no formato MP3?

Definitivamente não. Arquivos nesse formato não são os que oferecem as melhores condições de resolução para serem utilizados em uma sessão de gravação. Arquivos de áudio em formato MP3 sofrem compressão quando convertidos, o que descarta toda e qualquer possibilidade de serem utilizados em gravações.

Se os arquivos MP3, que são leves para transitarem como anexos aos e-mails, mas incompatíveis para uso em gravações, como enviar arquivos em WAV?

É definitivamente impossível o envio de arquivos de áudio no formato WAV anexos a e-mails. A maneira mais prática, rápida e acessível para envio de arquivos de áudio pesados é a utilização de sites como o www.wetransfer.com, onde arquivos de até dois gigabytes transitam gratuitamente. Depois do upload, o site envia ao destinatário um e-mail indicando o endereço de e-mail do remetente, bem como link para que seja feito o download do conteúdo. Simples assim.

Mixando e masterizando à distância!

Não basta gravar à distância com bons músicos e finalizar sua produção musical de forma rudimentar. Assim como gravar à distância, o processo de mixagem e masterização também são possíveis de serem realizados com qualquer profissional, aonde quer que ele esteja. Ambos os processos são conhecidos como e_Mixing e e_Mastering, justamente por utilizarem a internet como ferramenta. Se reside nos Estados Unidos, tem interesse pelo assunto e gostaria de saber muito mais sobre produção musical e gravação via E-REC, adquira o livro Manual Prático de Produção Musical no site www.star-musix.com

Serviço

e-Mixing

Orbital Station Sound Space

Guilherme Canaes

canaes@ymail.com

(5511) 999648341

e-Mastering

Cassio Centurion

centurioncassio@gmail.com

(5512) 99792-0793

www.cassiocenturionaudio.com