Fumo da maconha para fins medicinais agora é legal na Flórida

Fumo da maconha para fins medicinais agora é legal na Flórida

A lei que autoriza o uso da maconha para pacientes com condições específicas de saúde foi assinada no último dia 18 pelo governador Ron DeSantis

Edição de março/2019 – p. 05

Fumo da maconha para fins medicinais agora é legal na Flórida

A partir desde mês, o fumo da maconha para fins medicinais não é mais ilegal no estado da Flórida. A mudança aconteceu no último dia 18, quando o republicano Ron DeSantis aprovou a revogação de uma lei que proibia o fumo da maconha medicinal no estado. “Mais de 70 por cento dos eleitores da Flórida aprovaram a maconha medicinal em 2016”, disse DeSantis. “Agradeço aos meus colegas do Legislativo por trabalhar comigo para garantir que a vontade dos eleitores seja mantida. Agora que honramos nosso dever de encontrar uma solução legislativa, honrei meu compromisso e apresentei uma força conjunta para rejeitar o apelo do Estado e desocupar a decisão do tribunal de primeira instância que considerou a lei anterior inconstitucional”.

Durante um evento na cidade de Winter Park, pouco depois de assumir o cargo, DeSantis disse que os pacientes qualificados deveriam ser autorizados a fumar maconha medicinal e que se o Legislativo não pudesse encontrar uma solução para consertar isso, ele o faria. A nova lei entra em vigor imediatamente, mas o Departamento de Saúde da Flórida ainda precisa apresentar diretrizes para os médicos que planejam prescrever o fumo da maconha medicinal, o que significa que não estará imediatamente disponível para os pacientes. “Se eles têm que fumar ou não, quem sou eu para julgar?”, disse o Governador DeSantis ao se referir à responsabilidade médica sobre a prescrição do fumo da maconha para fins medicinais.

O comissário de Agricultura Nikki Fried, um democrata, elogiou a “vitória histórica” ​​da lei para pacientes de maconha medicinal e para a democracia como um todo, segundo informações da The Associated Press. “É um triunfo devido à incansável defesa da população da Flórida, que se recusou a ser silenciada”, disse Fried em um comunicado. “Nosso estado não deve desconsiderar a voz de seu povo – quando a vontade do povo é anulada por aqueles com autoridade, a liberdade não pode sobreviver”.

O fumo da maconha para fins médicos não estaria disponível para menores de 18 anos, a menos que o paciente esteja em estado terminal, de acordo com a nova lei, e se dois médicos aprovarem. Entre outras limitações, não poderia ser fumado em público ou em empresas privadas sujeitas a uma proibição de fumar cigarros.

Mais de 30 estados agora permitem a maconha para dezenas de problemas de saúde. As listas de condições permitidas variam em torno dos EUA, mas, em geral, um médico deve certificar que um paciente tenha um diagnóstico aprovado. A dor crônica é a razão mais comum que as pessoas dão quando se matriculam em programas de maconha medicinal aprovados pelo estado, de acordo com uma análise de 15 estados na revista Health Affairs. O Nossa Gente acompanha o desenvolvimento desta medida.