Feliz 2014!

voltar

JAN/14 – pág.  74

Algumas sugestões e receitas que ajudam a neutralizar os exageros do final de ano

Você exagerou no Natal e no Ano Novo? Saiba que não é o único. A maioria das pessoas comete excessos, facilmente explicados pelo ambiente festivo dessas datas e do encontro e reencontro com pessoas queridas: família e amigos.

Não fique se culpando pelo excesso de peso na balança e na consciência. Os primeiros dias do ano são ideais para reverter esses excessos. Basta ser persistente e apostar em hábitos saudáveis.

A sugestão é não entrar em uma dieta radical, daquelas de voltar ao peso anterior na primeira semana após as festas. O que devemos é ficar atentos a cada instante e abandonar esse ou aquele hábito negativo. O fundamental é cuidar melhor da saúde.

Continue com suas refeições habituais e não coma menos do que está acostumado, pois além de fazer mal à saúde, essa estratégia pode ter resultado diferente do que você esperava. O passo seguinte é evitar que essas promessas caiam no esquecimento ou achar que um ou outro deslize não vai alterar muita coisa, do tipo entrar em um Mc Donald’s na hora da pressa.

Nos votos de Ano Novo, decidimos sobre áreas das nossas vidas, nas quais temos efetiva liberdade de escolha. Só você pode controlar sua dieta ideal, porque sabe muito bem onde está seu problema. A renúncia a hábitos requer disciplina, ou seja, se você continuar com os mesmos hábitos, tudo continuará como no ano anterior. Entretanto, perseverança e autocontrole!

Selecionei algumas receitas muito saborosas e eficazes para colaborar na decisão e voltar ao peso sonhado. Vamos começar por alcachofras recheadas com requeijão e shimeji, prato que não contém glúten, nem lactose, e que possui apenas 17 calorias a cada 100 gramas. Além de emagrecer, a alcachofra pode ser considerada planta medicinal, pois ajuda a reduzir o colesterol, combater a anemia, regular o nível de açúcar no sangue e combater excesso de gases. Tudo isso e ainda mais: é considerada afrodisíaca. A água, onde a alcachofra foi cozida, pode ser bebida, pois ela é excelente para o fígado.

Cleide Rotondo
cleide@nossagente.net