Brazilian Day Orlando surpreende e tem público recorde

Brazilian Day Orlando surpreende e tem público recorde

Comidas típicas, shows musicais e personagens de Monteiro Lobato e Mauricio de Sousa abrilhantaram o “Brazilian Day Orlando Festival”, que reuniu cerca de 20 mil pessoas no Lake Eola Park. O jornalista Paulo Correa agradece aos patrocinadores, expositores e vendedores

Edição de setembro/2018 – p. 04, 05 e 06

Brazilian Day Orlando surpreende e tem público recorde

Cerca de vinte mil pessoas compareceram ao Brazilian Day Orlando Festival, no último dia 9 de setembro, no Lake Eola Park – em Downtown – consolidando o sucesso do evento que apresentou o melhor da música brasileira e da gastronomia, incluindo o universo literário com as personagens de Monteiro Lobato –Sítio do Pica-Pau Amarelo –, além da Mônica, do Cascão e da Magali – criação dos quadrinhos de Maurício de Sousa. O jornalista Paulo Correa, criador do evento em Orlando, externou agradecimentos aos patrocinadores, expositores, vendedores e o público pelo êxito alcançado nesta segunda edição do Brazilian Day Orlando. “A palavra que tenho neste momento para expressar a minha alegria é gratidão. Sou grato aos patrocinadores, aos expositores e aos vendedores pelo carinho e qualidade apresentados com seus stands belos e decorativos, enaltecendo o evento”, comemora.

Outro destaque foi o Painel gigante com o mapa de localização da área, ao lado de um banner com a imagem dos artistas que se apresentaram no Brazilian Day Orlando, enfatiza Paulo Correa, orientado os visitantes a se locomoverem durante o evento. “Quando as pessoas chegavam ao local, recebiam o guia do evento, com todas as orientações possíveis, o que facilitava a locomoção. O guia, confeccionado em papel couché, foi patrocinado pelo ‘Remeeder Print’, grupo do guarda-chuva amarelo, que teve função fundamental no ‘Braziian Day”, conta o jornalista.

Correa também ressaltou o desfile de bonecos gigantes, de Andre Ballons Decorações, expondo imagens de personagens do “Sítio do Pica-Pau Amarelo”, como Pedrinho, Narizinho, Visconde de Sabugosa e a Cuca. Também participaram da parada as criações de Mauricio de Sousa, incluindo a Mônica, Cascão, Cebolinha e a comilona Magali. “Os bichinhos feitos de bexiga também agradaram a criançada durante o desfile. O desfile esteve a cargo da ‘Liro Brasil Escola de Português para crianças’ e foi um sucesso. As crianças amaram e aprenderam um pouco mais sobre a nossa cultura literária”.

Durante o evento musical, lembra Correa, os sucessos de Carmem Miranda, a magia do frevo e as músicas que fizeram história, proporcionaram aos visitantes uma inesquecível viagem musical de dança e estilos. Outro ponto alto foi à apresentação do violinista Allyrio Melo, que encantou com seu violino elétrico.

“O hino nacional americano executado por Danilo Melo foi um show à parte. Emocionou a todos que puderam assistir a apresentação deste artista maravilhoso”, diz Paulo. “Também tivemos sorteios de bicicletas de corrida, sorteio de TV e muitas surpresas”. Os apresentadores do Brazilian Day Orlando, Anica Beara e Beto Moraes, agitaram o grande público, destacando-se ainda os guarda-chuvas amarelo, em vários pontos, que fizeram a diferença.

Ao todo, informa Paulo Correa, foram 108 barracas, destacando-se pela variedade de doces, salgados e comidas típicas como acarajé e abará, direto de Salvador, sob o comando do cozinheiro Chef  Nailton Lanyer. “Tivemos um caminhão frigorífico que proporcionou inúmeras opções de frios ao público. Na barraca de padaria tivemos expositores de doces e brigadeiros, e foi maravilhoso. As barracas em geral estiveram muito bem montadas, proporcionando ao público produtos de qualidade”, elogia o jornalista.

“A barraca do ‘Gilson’s Brazillian Restaurant’ esteve muito bem decorada, com um padrão de comida muito bom, inclusive, tinha até feijoada, e o público amou”, destaca Paulo. “O ‘Camila’s Lounge’, do ‘Camila’s Restaurant’, foi outro ponto alto da gastronomia brasileira do ‘Brazilian Day Orlando’, com pratos deliciosos, e quem ganhou, evidente, foi o grande público que pôde degustar o melhor da nossa cozinha”.

Autoridades presentes

Dentre as autoridades presentes na premiação de empresários, autoridades e empresas patrocinadoras do “Brazilian Day Orlando Festival”, Luiz Martínez representando o Prefeito de Orlando, Buddy Dyer; o Prefeito eleito de Orange County que assume em janeiro de 2019, o xerife Jerry Demings e Marcio Silva, representando o “Jornal Nossa Gente”.

 

Quem esteve por lá, aproveitou pra matar a saudade e curtir o domingo ao som de músicas que são a cara do Brasil

O Brazilian Day reúne e celebra a diversidade do povo brasileiro na Central Florida

Por Geovany Dias

Marcado na agenda desde o primeiro semestre, o Brazilian Day 2018 reúne cerca de 15 mil pessoas no parque Lake Eola, no coração de Orlando, na Flórida. É o segundo ano do evento e já é considerado a maior celebração da cultura brasileira em toda a região. Por lá, tinha de tudo: comida, música, samba, e o calor da receptiva comunidade que tem se tornado cada vez maior na Flórida Central. É tanta gente, que a Joyce ficou surpresa. “Fiquei encantada de ver tanta gente brasileira por aqui! Antes eu estava morando na Alemanha e sentia muita falta do Brasil. Mas aqui dá até para gente sentir que está um pouco no nosso país, né? Eu estou adorando”, declarou Joyce Moreira, que é autônoma.

Karime e o esposo aproveitaram as comidas que são a cara do Brasil.

Durante o festival, artistas brasileiros animaram a festa, com a energia e a vibração que são a cara da nossa gente. “O Brasil é um país lindo, cheio de cor e encantos. É bonito demais poder ver que essa cultura também está sendo semeada e bem recebida em outros países, especialmente os Estados Unidos. Isso demonstra o quanto nossa riqueza cultural é apaixonante”, falou o cantor Pierre Onassis enquanto animava a multidão. E falando em cultura, as crianças da escola Little Brazil também marcaram presença para apresentar que o amor e orgulho por nossas raízes devem ser semeados desde cedo. “Eu fiz questão de levar minha filha para a estudar em uma escola que seja brasileira porque eu acho fundamental que ela cresça com essa referência de quem nós somos e da cultura que temos. E ela adora! Sítio do Pica-pau amarelo, turma da Mônica e outros desenhos tradicionais brasileiros sempre estão presentes lá em casa. É fundamental para as nossas crianças”, afirmou Rayane Paiva, mãe da pequena Maria Clara, de 2 anos, que se apresentou junto com outros brasileirinhos da Little Brazil, cantando músicas tradicionais como Aquarela, do renomado autor Toquinho, e Lua de Cristal, eternizada canção da cantora Xuxa.

Rayane Paiva (à esquerda), a filha Maria Clara, Joyce Moraes e os pets Nina e Max aproveitaram o Brazilian Day em família.

Além de ser um ambiente confortável para curtir com toda a família, o Brazilian Day também é um espaço de conexão e networking entre consumidores e prestadores de serviços ao redor de toda a Flórida Central. “É a primeira vez que estamos expondo aqui no Brazilian Day e estamos tendo um resultado ótimo. Estamos com vários clientes visitando, muita gente querendo saber mais detalhes sobre investimento no mercado brasileiro de Orlando, já que esse é o serviço que nós oferecemos na minha empresa. Definitivamente esse evento é de fundamental importância para o nosso mercado”, fala Leonardo Figueiredo, da Solution Advising.

Leonardo Figueiredo (à esquerda), acredita que o Brazilian Day, além de ser importante para a cultura, também representa uma estratégica ação de mercado.

Para abastecer tanta gente, comida. Muita comida. As mais brasileiras possíveis: churrasco no espetinho, farofa, bobó, brigadeiro, coxinha, pão de queijo, e por aí vai. Tudo oferecido pelas dezenas de restaurantes brasileiros típicos que já são conhecidos da nossa comunidade e que encurtam a distância até os sabores da nossa terra. Atleta de Crossfit, Karime tem uma dieta rigorosíssima, mas mesmo assim aproveitou o dia para matar a saudade de casa. “Eu moro aqui nos Estados Unidos há mais de quatro anos e eu simplesmente amei o Brazilian Day. Deu pra matar a saudade da nossa culinária e eu vim aqui hoje só por causa da nossa tradicional coxinha! É um dia especial, a gente pode abrir uma exceção”, confessa a atleta que também é também é dona de uma academia de Crossfit junto com o esposo em Baldwin Park, em Orlando.