‘Se fosse ao clube, não ia conseguir’, explica Deco, sobre decisão de parar

‘Se fosse ao clube, não ia conseguir’, explica Deco, sobre decisão de parar

Em entrevista exclusiva ao ‘SporTV News’, que vai ao ar na noite desta terça, ex-jogador do Flu conta por que anunciou aposentadoria por nota

imagem4Aos 35 anos, Deco decidiu anunciar sua aposentadoria por meio de uma nota oficial, divulgada por sua assessoria, no dia 26 de agosto. Quase um mês depois, o então meia do Fluminense e agora ex-jogador decidiu falar pela primeira vez à imprensa sobre esse e outros assunto, em entrevista exclusiva ao “SporTV News”, que vai ao ar na íntegra nesta terça-feira, na edição da noite do programa, a partir das 23h no canal PFC Internacional.

Ao repórter Felipe Diniz, Deco explicou, por exemplo, as razões que o levaram a comunicar o fim da carreira através de uma nota:

– É um momento muito pessoal e individual, é difícil você conseguir definir. Optei por uma nota porque, primeiro, viajei e fiquei fora do Brasil. E também porque, se tivesse que ir ao clube, não ia conseguir tomar essa decisão. E eu precisava tomar essa decisão. Esse ano todo foi tentando jogar, tentando estar bem, machucava e recuperava, machucava e recuperava, e já estava entrando numa roda-viva, sempre acontecendo a mesma coisa – disse o jogador, que, com a aposentadoria, optou por morar em Indaiatuba, no interior paulista, a 80 quilômetros da capital São Paulo.

A última partida de Deco como jogador profissional aconteceu no dia 21 de agosto, quando defendeu o Fluminense diante do Goiás, pela Copa do Brasil. Com a camisa 20, entrou no segundo tempo da vitória tricolor por 1 a 0, mas sentiu novamente a mesma lesão muscular que já havia o afastado antes do time.

Antes do Fluminense, Deco passou por Corinthians, onde fez apenas dois jogos como profissional, após chegar ao clube nas divisões de base. De lá, Deco seguiu para o Salgueiros, de Portugal, país onde fez história atuando pelo Porto, conquistando a Liga dos Campeões. Depois, ainda jogou no Barcelona, onde foi novamente campeão europeu, e Chelsea. Por fim, em 2010, retornou ao Brasil para jogar no Fluminense. Naturalizado português em 2002, Deco jogou duas Copas do Mundo pelo país europeu, em 2006 e 2010.