Os apresentadores do PFC André Rizek e Marcelo Barreto batem um papo sobre a Copa do Brasil

Os apresentadores do PFC André Rizek e Marcelo Barreto batem um papo sobre a Copa do Brasil

André Rizek, apresentador do "Redação SporTV"
André Rizek, apresentador do “Redação SporTV”

A Copa do Brasil já está avançando para a sua segunda fase, e o PFC continua mostrando tudo que acontece no torneio. Toda semana, o canal transmite ao vivo os duelos da competição. Os apresentadores do PFC, André Rizek, que comanda o “Redação SporTV”, e o Marcelo Barreto do “SporTV News”, bateram um papo sobre a competição que vale uma vaga para a Libertadores da América. Neste ano, os quatro grandes clubes paulistas prometem concentrar seus esforços pesados na competição. Fora da Libertadores pela primeira vez desde 1998, todos participam desde a primeira rodada da Copa do Brasil.

O Corinthians é o campeão da competição no Estado, com três títulos conquistados em 1995, 2002 e 2009. Mas enfrenta uma má fase que o eliminou mais cedo do Paulistão deste ano. O Palmeiras foi o vencedor do torneio em 1998 e 2012. O Santos levantou o troféu em 2010. Já o São Paulo, busca o título inédito da Copa do Brasil.

– “O Campeonato Brasileiro continua sendo o mais importante e deve concentrar os maiores esforços dos times paulistas. Mas a Copa do Brasil certamente vai ganhar importância, na falta da Libertadores.”, afirmou Marcelo Barreto, apresentador do “SporTV News”.

Entre os cariocas, o destaque para o Vasco, que rebaixado à Série B do Brasileirão, tem no torneio a única chance de conquistar uma vaga para a Libertadores.

– “Acho que antes de pensar neste passo gigantesco, que é voltar à Libertadores, o Vasco antes de mais nada precisa se reorganizar internamente, para voltar a ser um clube viável, que atraia os melhores jogadores, que orgulhe sua torcida. Quando o clube estiver  melhor organizado, com mais recursos também, jogar a Libertadores vai ser um processo natural.”, analisa André Rizek, apresentador do “Redação SporTV”.

Os times que disputam a Libertadores entrarão no torneio nacional somente nas oitavas de finais. São eles: Atlético-MG, Grêmio, Atlético-PR, Botafogo e Flamengo.

Confira o bate-papo na íntegra com o apresentadores do PFC:

  É possível fazer um planejamento para se conquistar a Copa do Brasil? Isso porque é uma competição que começa em março e termina em novembro. O atual campeão Flamengo teve duas trocas de treinador durante o torneio de 2013 e mesmo assim levantou a taça.

André Rizek: Difícil fazer um planejamento específico para a Copa do Brasil… O Cruzeiro tinha o melhor time e o melhor elenco do país no segundo semestre e caiu para um time que pouca gente apontava como candidato ao título, o Flamengo. Mata-mata, com gol fora valendo como critério de desempate, tem mil  e um fatores, como a sorte, que podem derrubar qualquer planejamento. Planejamento para vencer a Copa do Brasil faz parte do planejamento de qualquer time grande quando começa a temporada: ter um bom elenco, mesclando jogadores experientes com mais jovens, com peças de reposição, um elenco equilibrado. O resto vem naturalmente.

Marcelo Barreto, apresentador do "SporTV News" - Foto: Divulgação PFC
Marcelo Barreto, apresentador do “SporTV News” – Foto: Divulgação PFC

Marcelo Barreto: É possível fazer um planejamento para vencer qualquer competição. Só não é possível garantir o resultado. A Copa do Brasil é um torneio longo, mas não tem muitos jogos e cada fase é eliminatória. Por isso, mesmo um time que troca muito de técnico pode ir longe. Não há punição por falta de regularidade, como acontece no Campeonato Brasileiro. Se a casa estiver arrumada na hora de cada confronto eliminatório, a vida segue.

 É prejudicial ou é vantajoso os times que disputam a Libertadores entrarem numa fase adiantada da Copa do Brasil? 

Marcelo Barreto: A Copa do Brasil não precisa de adaptação. Todos os grandes times estão mais do que acostumados a disputá-la. Entrar numa fase mais adiantada apenas poupa o trabalho de ter de viajar para lugares distantes e enfrentar times fracos nas primeiras rodadas.

André Rizek: Não acho que precise dessa “adaptação”, pois os times da Libertadores estão chegando de um torneio (com jogos de ida e volta na casa do adversário) em tese mais forte tecnicamente que as primeiras fases da Copa do Brasil. Não acho que seja prejudicial ou desvantajoso…

– Você considera que a Copa do Brasil pode acabar salvando o ano de um time que se preparou mal para Brasileirão?

Marcelo Barreto: Sim. É possível passar de fase sem que o time esteja jogando bem com regularidade, e terminar o ano com um título e a vaga assegurada na Libertadores. O Flamengo de 2013 é um perfeito exemplo disso.

André Rizek: Foi o caso do Flamengo ano passado. Lutou para não cair no Brasileiro, mas terminou o ano em festa. O Palmeiras não teve a mesma sorte recentemente. Ganhou a Copa do Brasil e foi rebaixado no Brasileiro.

– A Copa do Brasil deste ano terá os quatros grandes clubes paulistas desde a primeira rodada, já que eles estão fora da Libertadores pela primeira vez desde 1998. É de se esperar, então, que o torneio seja a grande aposta dos Paulistas para este ano?

Marcelo Barreto: O Campeonato Brasileiro continua sendo o mais importante e deve concentrar os maiores esforços dos times paulistas. Mas a Copa do Brasil certamente vai ganhar importância, na falta da Libertadores. Já para o carioca Vasco, é a única chance de uma vaga para a Libertadores.

André Rizek – Ao lado do Brasileiro. É muito mais factível você montar um elenco forte para o Brasileiro (depende menos da sorte, do acaso, pelas características dos pontos corridos em 38 rodadas) e com ele disputar, também, o título da Copa do Brasil. Se falhar em um, você segue no outro. Como fez o Cruzeiro em 2013.

Acompanhe tudo sobre a Copa do Brasil pelo PFC. Além das partidas ao vivo, você acompanha tudo o que acontece de mais importante no mundo do esporte nos programas “SporTV News”, “Troca de Passes”, “Tá na Área”, “Redação SporTV”e “Bem, Amigos!”.