Orlando se prepara! As crianças voltam em novembro e não precisam de vacina!

Crianças com idade abaixo de 12 anos não precisam de vacina. Elas estão de volta a Orlando.

 

Corre-corre no Brasil para renovação do visto e a compra de passagens para Orlando, o destino preferido das crianças e dos adultos. A Casa Branca confirmou nesta segunda, 18, que crianças não vacinadas – menores de 12 anos – poderão fazer turismo nos EUA, se acompanhada de um adulto responsável totalmente vacinado

 

Da Redação

Após semanas de reuniões, avaliações de médicos infectologistas, entre outros pontos de considerações, os EUA decidiram liberar a entrada de crianças sem vacinação – menores de 12 anos –, a partir de 8 de novembro, desde que estejam acompanhadas de um adulto responsável totalmente vacinado. A permissão era aguardada com grande expectativa pelos pais no Brasil, pois o foco da próxima viagem é voltar ao “Epcot” , ou “Magic Kingdom” – viver a magia dos Parques da Disney com os filhos –, além de compras e restaurantes. O anúncio intensifica a busca pela renovação do visto, pelos pacotes de viagens – Orlando tem tem a preferência dos brasileiros, seguida de Nova York.

 

A alegria de estar na Disney – A dúvida, após a liberação do turismo com a reabertura das fronteiras dos EUA para estrangeiros vacinados a partir de 8 de novembro, era em relação às crianças. Os menores de 12 anos, não são elegíveis para receber imunizantes tanto no território brasileiro quanto no americano, assim como em boa parte do mundo.

E durante entrevista de uma emissora do Canadá – a Global News –, na Casa Branca, questionando a entrada de menores de 12 anos nos EUA para fazer turismo, a porta-voz Jen Psaki foi enfática na resposta. Disse que a Casa Branca confirmou nesta segunda,18, que crianças não vacinadas poderão fazer turismo nos EUA, se acompanhada de um adulto responsável totalmente vacinado.

E quanto às vacinas que serão aceitas pelos EUA, a Casa Branca informou que as autoridades sanitárias liberaram, para o turismo, visitantes que tenham recebido qualquer imunizante aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para uso emergencial. São eles os dos laboratórios Janssen, Pfizer, Moderna, AstraZeneca (Covishield ou Vaxzevria), Sinopharm e Sinovac, conhecido no Brasil como a vacina CoronaVac.

Cidadãos que receberam esquema vacinal misto, ou seja, doses de mais de um tipo de vacina, também serão considerados totalmente imunizados após duas ou três doses. Turistas que entrarem em território americano por via terrestre ou marítima não precisarão ser testados. No entanto, os que chegarem por via aérea deverão apresentar, ao desembarcar, um exame do PCR com resultado negativo realizado até 72 horas antes da viagem.

O governo americano ainda não detalhou qual será o protocolo adotado em relação a adolescentes entre 12 e 18 anos, embora a faixa etária se qualifique para vacinação tanto no Brasil quanto nos EUA.

 

Serviço

Atenção, os melhores pacotes de viagem para os EUA você encontra no Guia de Orlando Viagens.

Compre direto nos EUA. Clique aqui para acessar.