Embaixada dos EUA no Brasil informa que retomada da emissão do visto será em novembro próximo

Brasileiros já vacinados poderão solicitar o visto americano a partir de novembro próximo

 

O comunicado da  Embaixada dos EUA no Brasil, nesta terça-feira, de que os consulados voltam a emitir vistos a partir do dia 8 de novembro, para turistas já vacinados contra a Covid-19, foi recebido com alívio pelos turistas e agentes de viagem. Até então, entrevistas consulares estavam previstas apenas para dezembro de 2022, o que gerou descontentamentos 

 

Da Redação

Viajantes brasileiros que precisavam renovar o visto americano ou mesmo tirar o visto de entrada nos EUA pela primeira vez, ficaram aliviados com o comunicado da Embaixada dos EUA no Brasil, que anunciou, nesta terça-feira, que os consulados voltam a emitir vistos a partir do dia 8 de novembro, para turistas já vacinados contra a Covid-19. Será a retomada integral do serviço, algo que estava imprevisível, pois se falava de vagas apenas em dezembro de 2022.

Certamente, contou nessa decisão da Embaixada dos EUA uma possível solicitação do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, para que atendesse a demanda de brasileiros que desejam viajar. Isso porque, a informação de que entrevistas consulares aconteceriam apenas a partir de dezembro de 2022, gerou descontentamento entre turistas, agentes de viagem e companhias aéreas.

Desde maio do ano passado, devido à pandemia, que o serviço consular está com vagas limitadas, prioridade apenas para pessoas em situação de emergência, como as que vão para funerais de familiares ou para tratamento médico, além de vistos estudantis.

As regras, a partir deste comunicado, preveem que os viajantes estrangeiros devem estar completamente imunizados contra a Covid e precisam apresentar o comprovante de vacinação, além de um teste negativo para a doença, antes de embarcar ao país.

Lembrando que em relação à vacina, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) determinou que serão aceitos os imunizantes aprovados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para uso emergencial, ou seja, todos os utilizados na campanha no Brasil.

Conforme anunciado pelo “Nossa Gente”, mesmo os viajantes completamente imunizados terão que apresentar um teste negativo de Covid-19, feito até três dias antes do embarque. Também ficou determinado que os cidadãos norte-americanos e residentes permanentes legais que não tenham se vacinado precisam apresentar um teste negativo, feito até um dia antes do embarque.

Crianças e adolescentes de até 17 anos não precisam apresentar o comprovante de vacinação, mas devem ter um teste negativo para Covid-19.

O governo do presidente Joe Biden também estabeleceu que, a partir de 8 de novembro, não haverá necessidade de solicitar uma exceção de interesse nacional antes de viajar para o país.