Contagem regressiva em novembro para volta do turista brasileiro a Orlando

A grande expectativa da volta dos brasileiros em novembro, com a retomada do Turismo

 

Novembro chegou, com isso, inicia-se a contagem regressiva para a volta do turista brasileiro aos EUA – Orlando é o destino principal. A partir do dia 8 os aeroportos do país vão receber os visitantes do Brasil que chegam quase dois anos após as restrições a estrangeiros com a pandemia. É a retomada do turismo!

 

Da Redação

O turista brasileiro já começa a contagem regressiva para retomar as viagens aos EUA. E após quase dois anos de reclusão, em virtude da pandemia – a fronteira foi fechada para estrangeiros –, os viajantes já planejam os seus respectivos destinos, incluindo na bagagem o roteiro que os levará a Nova York e Orlando, os locais mais procurados. E desde o anúncio da Casa Branca, determinando que a partir do dia 8 de novembro os aeroportos do país vão receber os visitantes do Brasil, que a situação mudou por completo – claro existem regras para essa volta, mas isso impulsiona ainda mais a vontade de viajar.

 

Movimentação nos aeroportos – Nas agências de viagens do Brasil, a movimentação se intensifica a cada semana, com solicitação de passagens para passar o Natal e as festas de fim de ano em terras americanas. E com a chegada de novembro, os voos começam a ficar lotados.  “É uma luz no fim do túnel. Felizmente já podemos programar nossa viagem porque a partir de novembro, pessoas  imunizadas já podem entrar nos Estados Unidos”, disse a professora universitária, Ana Cláudia Generoso, de São Paulo.

Assim como a professora universitária, que embarcará para Orlando em dezembro, acompanhada do esposo e de dois filhos, famílias brasileiras já organizam à próxima viagem, de olho nos restaurantes, reduto de compras e passeios nos parques mais famosos do mundo, com novos brinquedos e atrações mirabolantes – isso falando de Orlando.

Não basta apenas arrumar as malas e embarcar. É preciso estar atento ao prazo de vacinação antes da viagem. O Turista terá que ter sido vacinado há pelo menos duas semanas após a segunda dose das vacinas da Pfizer e da Moderna – entre outros imunizantes autorizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) –, para evitar surpresas na hora do check-in. E, lembrando o que foi dito por Jeff Zients, Conselheiro da Casa Branca e Coordenador de Resposta à Pandemia, só poderão entrar nos EUA, “estrangeiros que apresentarem provas de que estão totalmente vacinados antes de embarcar em um voo para os Estados Unidos.”

 

Consulados no Brasil 

Já nos Consulados dos EUA no Brasil, a emissão de vistos e renovação recomeçam com força geral a partir deste mês. E segundo anunciou a Embaixada americana, a partir do dia 8 haverá a retomada integral do serviço. Isso, no entanto, alavancou a procura por passagens, pois falava-se que as vagas para entrevista consular seriam apenas em dezembro de 2022, o que foi descartado.

Lembrando que desde maio do ano passado, devido à pandemia, que o serviço Consular estava com vagas limitadíssimas, com prioridade para pessoas em situação de emergência, como as que vão para funerais de familiares ou para tratamento médico, além de vistos estudantis.

E em relação à vacina, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) determinou que serão aceitos os imunizantes aprovados pela OMS para uso emergencial, ou seja, todos os utilizados na campanha no Brasil. Com isso, a “informação” de que quem havia sido imunizado com a CoronaVac não poderia entrar nos EUA, foi preterido.

Portanto, a partir do dia 8 de novembro, movimentação total nos aeroportos dos EUA com a chegada dos divertidos turistas brasileiros. É a volta dos grupos de viagens; famílias com seus roteiros, enfim, os viajantes compulsivos que retomam os seus assentos para o próximo voo. Boa viagem!

 

Serviço

Atenção, os melhores pacotes de viagem para os EUA você encontra no Guia de Orlando Viagens.

Compre direto nos EUA. Clique aqui para acessar.