Flórida reabre debate sobre prisão de crianças menores de sete anos

Prisão de garotinha de seis anos, reabre discussão na Camara Estadual

 

O senador Randolph Bracy, D-Orlando, pressiona e o projeto de lei sobre normas policiais que tramita no Legislativo da Flórida, e visa proibir a prisão de crianças menores de sete anos, voltou à discussão esta semana na Câmara estadual

 

Da Redação

Afinal, quais os critérios para prisão de crianças – menores de sete anos –, na Flórida? Uma discussão que ganha impulso com a pressão do senador Randolph Bracy, D-Orlando , após a garotinha, K. R., de apenas seis anos, ter sido presa. Motivo? Teria tido um ataque de raiva na escola em que estuda, em Orlando, e teria agredido o professor.

O vídeo da menina K.R., sendo presa – o fato ocorreu no final de 2019 –, ganhou repercussão quando foi tornado público, mostrado durante sessão legislativa, causando a indignação do senador Randolph e demais parlamentares. Isso acabou repercutindo de forma negativa aos policiais e autoridades escolares.

Um projeto de lei sobre normas policiais tramita no Legislativo da Flórida, e que visa proibir a prisão de crianças menores de sete anos, voltou à discussão esta semana na Câmara estadual.

Lembrando que em 2020, a medida não avançou porque fazia parte de um projeto de lei de segurança escolar que naufragou em meio a desentendimentos entre os líderes da Câmara e do Senado.

Nacionalmente, há um projeto de reforma policial abrangente que os legisladores negros, especialmente, têm pressionado como uma resposta ao assassinato de George Floyd nas mãos da polícia de Minneapolis, bem como outras mortes de civis negros pela polícia em todo o país.

Este ano, a proibição de prisões de menores de sete anos está inclusa no HB 7051, o projeto de lei de normas policiais que a Câmara votará nos próximos dias e que envolve resolver o problema do preconceito e do uso excessivo da força pela polícia.