Biden toma dose de reforço contra Covid; alerta os não-vacinados do avanço da variante delta

Joe Biden toma dose de reforço contra Covid-19 e alerta a população não vacinada

 

O presidente Joe Biden recebeu dose de reforço da vacina contra Covid-19 nesta segunda-feira, aprovada pelo CDC na semana passada, recomendada para idosos e adultos com comorbidades. Ele alerta aos que não vacinaram do perigo iminente nos EUA com o avanço da variante delta

 

Da Redação

Aos 78 anos, o presidente dos EUA, Joe Biden, recebeu nesta segunda-feira a dose de reforço da vacina contra Covid-19, aprovada pelo CDC na semana passada, recomendada para idosos e adultos com comorbidades. Determinado, sob o olhar atento da imprensa que acompanhou a vacinação – no auditório da casa Branca –, disse o democrata que “cada um deve fazer a sua parte”, em alerta aos que ainda não se vacinaram.

Perguntado sobre a primeira-dama, Jill Biden, o presidente falou que em breve ela também receberá a vacina de reforço – não determinou a data.

Biden alertou para o crescimento de pessoas infectadas pela variante delta nos EUA, com cerca de duas mil mortes diárias, o que é motivo de preocupação para as autoridades de saúde. Sabe-se, no entanto, que o país tem incentivado pessoas a se vacinarem, inclusive, oferecendo 100 dólares.

Quanto ao imunizante utilizado pelos EUA, informou a plataforma “Our World in Data”, vinculada à Universidade de Oxford, que foram aplicadas as duas doses – ou dose única – em cerca de 56% de sua população. Ainda assim, há dificuldades para incentivar a vacinação.

Biden, inclusive, afirmou que o país vive hoje uma “pandemia dos não-vacinados” em que casos e mortes atingem diretamente a população que optou por não se proteger com a vacina.