Compact Disc, Single ou EP?

Compact Disc, Single ou EP?

Edição de maio/2017 – pág. 50

Como você ouve música? No telefone, no player de CD do carro ou no toca-discos? Qualquer que seja a opção de sua escolha, o hábito de ouvir música é crescente em todo o mundo. Independentemente de idade, classe social e gênero musical, o CD – ou compact disc -, embora um pouco esquecido para muitos, ainda é uma mídia bastante utilizada por artistas e gravadoras quando o assunto é comercialização de música.

É principalmente a partir do CD que as músicas são digitalizadas e comercializadas em formato de fonogramas para venda no iTunes, no Amazon e nos milhares de outros canais que comercializam música via internet. No entanto, os formatos Single e EP, nas versões digitais, conquistam mais e mais adeptos, por agilizar e baratear o processo de produção musical e inclusive de comercialização do produto lançado. Conheça a seguir muitas curiosidades sobre o assunto, seja você músico ou simplesmente um apreciador de música.

Por dentro do Compact Disc

O CD foi lançado em 1982 pelas empresas Philips e Sony e, no ano de 1983, já se encontrava disponível à venda nos Estados Unidos. O CD é um disco compacto, com 1,2 mm de espessura e aproximadamente 10 cm de diâmetro, feito de uma camada de alumínio entre uma camada de resina e outra de plástico policarbonato. No processo de moldagem, a base de policarbonato é estampada com minúsculos ressaltos, enquanto a camada de alumínio, altamente reflexiva, é aplicada à base de policarbonato. Posteriormente é aplicada uma camada de resina para proteger a superfície do disco contra arranhões e poeira.

As informações de um CD ficam armazenadas nos minúsculos ressaltos na base de policarbonato, chamados de pits e lands – que representam o zero, enquanto que a transição de um para outro representa o um. São os dois algarismos no sistema de numeração binário, utilizado pela tecnologia digital. Quando um feixe de laser se move de um pit para uma land, ou vice-versa, a reflexão é modificada momentaneamente e é interpretada como o dígito um. As sucessões de pits e lands informam os valores numéricos que representam o sinal de áudio original.

Enquanto nos CDs replicados/fabricados industrialmente existem pits, nos CDs graváveis ou duplicados não há pits. Isso significa que, em vez de criar os pits fisicamente, como ocorre na fabricação do CD, no processo de duplicação, o laser do gravador de CD-R queima apenas uma tinta orgânica e cria marcas ópticas na superfície do disco. Uma vez que as marcas ópticas no CD-R têm a mesma aparência dos pits do CD replicado/fabricado em escala industrial, os tocadores os leem normalmente.

Red Book

O Red Book (ou Livro Vermelho) foi assim denominado conjuntamente com os outros livros para especificar os padrões para os formatos de CD-ROM. Sua primeira edição foi lançada em junho de 1980 pelas empresas Philips e Sony. O padrão não é disponível gratuitamente e precisa ser licenciado através da Philips. As especificações do Red Book são: tempo máximo de áudio de 79 minutos e 50 segundos, incluindo pausas; tempo mínimo para cada trilha de 4 segundos; quantidade máxima de 99 trilhas e quantidade máxima de 99 pontos de indexação (subdivisões de uma trilha), sem limite mínimo de tempo.

O Red Book especifica ainda os parâmetros e propriedades físicas do CD, a parametrização óptica, sistema de modulação (modulação Eight-to-Fourteen), correção de erros (sistema CIRC), canais de subcódigos e gráficos. Dentre as especificações, estão:

  • odificação do áudio digital – 2 canais, de 16-bit PCM, sampleados a 44100 Hz;
  • resposta de frequência – de 20 Hz a 20 kHz;
  • taxa de bits: 44100 samples × 16-bit/sample × 2 canais = 1411,2 kbit/s (mais de 10 MB por minuto);
  • valores de sampleamento: de -32768 a +32767.

Fabricar nos Estados Unidos

Contratar a replicação/fabricação ou mesmo duplicação de CDs nos Estados Unidos é bastante simples e não há impedimento legal para ser realizado. Enquanto, no Brasil, o processo é bastante burocrático para que músicos realizem o processo; aqui, nos Estados Unidos, as fábricas não exigem qualquer documentação, desde que a tiragem não ultrapasse as duas mil cópias. Conforme informações dos fabricantes, até duas mil cópias as tiragens são consideradas “promocionais” e, portanto, não é necessária a apresentação de documentação, como as declarações de propriedade de autores e afins. Basta ao artista ou gravadora preencher o formulário responsabilizando-se pelo conteúdo do produto a ser fabricado, enviar o CD de áudio – incluído ISRC das respectivas músicas – bem como artes de capa e label (imagem a ser impressa no CD).

De acordo com as informações dos fabricantes, tiragens de mil cópias replicadas/fabricadas, incluindo capa em papel encorpado, com seis painéis (duas dobras), quatro cores, lacradas a vácuo, não ultrapassam o valor de U$ 900,00. Já a mesma tiragem de CDs no pino, ou seja, sem capa, não ultrapassa os U$ 500,00.
Single e EP na contramão do Compact Disc

Enquanto o CD sobrevive em meio às múltiplas opções para comercialização de músicas, os formatos Single e EP (Extended Play) também estão sendo utilizados por músicos e gravadoras no formato digital, ou seja, eliminando a fabricação do CD. Ambos os formatos possibilitam que o artista grave apenas uma música (Single) ou mais de uma (EP, que possui normalmente de 4 a 6 músicas), providencie documentação e capa, e comercialize o trabalho com maior agilidade e menos custo de produção, ou seja, eliminando a fabricação do CD. Com o crescimento do streaming gratuito oferecido com empresas como Spotify, o lançamento de músicas nos formatos Single e EP conquistaram muitos adeptos. No entanto, segundo Maurício Bussab, produtor de discos e sócio-fundador da Tratore – principal distribuidora de artistas independentes do Brasil -, ‘os artistas mais relevantes continuam lançando em formato físico além do digital’, conclui Maurício.

Serviço

Bison Disc

Empresa localizada na Flórida que trabalha com os processos de fabricação e duplicação de CDs, além de DVD, Blu-ray e USB Flash Drive:

World Headquarters

803 S. Orlando Ave. – Winter Park, FL 32789 USA

888-473-4581

sales@bisondisc.com

North Florida Office

100 Executive Way – Suite 112-A – Ponte Vedra Beach, FL 32082

888-473-4581

sales@bisondisc.com