Kaká é cortado do elenco que disputará a Copa América Centenário

Kaká é cortado do elenco que disputará a Copa América Centenário

Orlando_City_2014O meia do Orlando City, Kaká, está fora da Copa América Centenário. O atleta foi cortado da Seleção Brasileira devido a uma pequena lesão muscular.

Kaká apresentou dores musculares durante sessão de treinos com a Seleção Brasileira na Califórnia. Após avaliação, foram determinadas de duas a três semanas de recuperação, embora a extensão de sua lesão não seja clara até o momento.

O capitão do Orlando City retorna ao centro de treinamento dos Lions, em Sylvan Lake Park, onde passará por tratamento antes de viajar para o Brasil, onde dará continuidade ao processo, juntamente a um membro da equipe médica do clube que acompanhará o jogador.

Essa seria a primeira vez que o vencedor da Bola de Ouro FIFA de 2007 disputaria a Copa América. Kaká fez parte do grupo Campeão da Copa do Mundo de 2002, além de integrar a Seleção também em 2006 e 2010.

Sobre o Orlando City

O Orlando City é um time que representa a paixão brasileira na liga de futebol que amais cresce no mundo, a Major League Soccer (MLS). Clube de propriedade do empreendedor brasileiro Flávio Augusto da Silva, o Orlando City jogou em 2015 sua temporada de estreia na principal liga dos Estados Unidos e do Canadá, com o meia Kaká como seu capitão. O estádio Orlando Citrus Bowl, palco da Copa do Mundo de 1994 passou por uma renovação de $200 milhões de dólares e é a atual casa dos Lions. Em 2017, o Orlando City vai inaugurar seu próprio estádio, uma arena moderna e confortável, com capacidade para 25,5 mil torcedores, no coração da cidade.

Em sua temporada inaugural na MLS, os Lions quebraram o recorde de maior média de público da história da liga para um time estreante – 32.847 pagantes por jogo nas partidas realizadas em Orlando -, tornando-se ainda a franquia que mais rapidamente atingiu a marca de meio milhão de torcedores em casa. Os torcedores do Orlando City estabeleceram ainda o recorde de público do estádio Orlando Citrus Bowl logo na estreia histórica do clube na MLS, no dia 8 de março de 2015: 62,5 mil espectadores. Os Lions não cativaram apenas o coração da população local, como vêm consolidando sua marca globalmente com jogos transmitidos ao vivo para mais de 120 países e narrados em 30 idiomas diferentes.

Em outubro de 2015, o Orlando City anunciou a criação de seu segundo time, o Orlando City B, que disputará a liga USL a partir de 2016, com a missão de desenvolver jovens atletas, principalmente provenientes das divisões de base do clube.

Os Lions lançaram ainda um time profissional feminino para a temporada 2016. O Orlando Pride vai disputar a National Women’s Soccer League (NWSL). A equipe será dirigida pelo renomado técnico Tom Sermanni, ex-treinador das seleções dos EUA e da Austrália, e terá a estrela da seleção dos EUA, Alex Morgan, como uma de suas principais jogadoras.