Teatro discute preconceito aos portadores da síndrome de Down

Teatro discute preconceito aos portadores da síndrome de Down

1517490_586862528053156_1943495847_n

O espetáculo teatral “Menina dos Meus Olhos” (Apple of My Eye, em inglês), de Tathi Piancastelli, 31 anos, será encenado em Nova York, no próximo dia 21 de Março, às 13:15h, no Unicef House, data em que se comemora o “Dia Internacional da Síndrome de Down”. A protagonista da peça, Tathi Piancastelli, tem síndrome de Down e a sua presença ilustra o evento, promovido pela UNICEF e ONU. Essa é a primeira atriz e autora brasileira, com a síndrome, a ter seu trabalho produzido profissionalmente nos Estados Unidos.A apresentação faz parte da agenda da 60ª Sessão da “Comissão sobre a Situação da Mulher” (CSW), que discute a “Eliminação e Prevenção de Todas as Formas de Violência Contra Mulheres e Meninas”, e da “5ª Conferência do Dia Internacional da síndrome de Down” (WDSD),que tem como tema “Meus Amigos, Minha Comunidade”, ambas a serem realizadas na sede da ONU, em Nova York.

O “Dia Internacional da síndrome de Down”, foi reconhecido pela ONU em 2012, é celebrado no dia 21 de março. A data toma maiores proporções a cada ano, trazendo conscientização e dando maior visibilidade às pessoas com a síndrome de Down no mundo. No espetáculo, “Menina dos Meus Olhos”, produzida pela Nettles Artists Collective, traz a personagem Bella, uma jovem com síndrome de Down, que passa por situações de preconceito, discriminação e violência, até encontrar o verdadeiro amor. O espetáculo multimídia, que conta com mais dez atores, foi apresentado em Nova York em 2013 e 2015 e convidado do XXX Festival Internacional de Teatro Hispânico em Miami em julho de 2015.

Carreira

Nascida em São Paulo e atualmente morando nos EUA, Tathi é atriz, autodefensora e apresentadora de TV. Já atuou em peças de teatro brasileiras e em comerciais institucionais da Rede Globo de Televisão. Tathi também é conhecida por ser inspiração do cartunista Maurício de Sousa na criação da personagem Tati, com síndrome de Down. Fotografou como modelo para a Inoar, companhia brasileira de cosméticos com sede no Brasil. Com outro texto dramatúrgico a caminho, Tathi Piancastelli reflete sobre o trabalho atual e o recente reconhecimento.

Após a apresentação do espetáculo, a diretora da peça, Debora Balardini, a diretora conceitual, Sandie Luna, Tathi Piancastelli e uma série de convidados participam do painel, que é seguido por uma sessão de perguntas e respostas. Balardini e Luna são co-fundadoras da Nettles Artists Collective (NAC), que tem, como casa artística, Punto Space, espaço localizado em Manhattan. O projeto conta ainda com apoio do Instituto Meta Social, responsável pela campanha “Ser Diferente é Normal”, e prepara-se para uma turnê no Brasil e Europa em 2016. A apresentação tem apoio do Consulado Geral do Brasil em Nova York.

Serviço

Contato – Patricia Heiderich – patricia@metasocial.org.br – tel/whatsapp (1) 201 290 3161 Local – Unicef House – Data 21/3 – 13:15pm

www.tathipiancstelli- instagram/twitter/face – Tathipiancastelli