È PRECISO SABER DIZER NÃO.

È PRECISO SABER DIZER NÃO.

Só que até hoje ainda não entendi essa história.

Como é preciso saber dizer não?

Quer dizer que para se dizer não, devemos trazer junto uma série de desculpas, na maioria das vezes esfarrapadas, sem nexo. Desculpas que na certa deverão magoar, decepcionar, e até quem sabe, traumatizar a pessoa que as ouve.

______continua após a publicidade_______

seguro

No caso de pedido de emprego seria o mais recomendável mesmo dizer que a pessoa não tem o perfil de nossa empresa? Se declarássemos nosso amor e paixão, será que gostaríamos de ouvir de que não fazemos o tipo da pessoa amada?

Se depois de agredirmos alguém, de que valeria tentar dizer depois de que não queríamos fazer aquilo, despejando no agredido a culpa por nosso ato?

Sempre nos acostumamos a saber que de que é preciso saber dizer não.

Para dizer não a nossos filhos damos um monte de explicações que jamais serão entendidas e muito menos compreendidas. Até porque os jovens nunca estão mesmo preparados para ouvir um não. Pensam e entendem que a vida para eles sempre deve ser ouvir um sim.

Se for verdade de que devemos saber dizer não, porque também não aprendemos a ouvir um não?  Temos a mania de receber um não com um misto de revolta, falara de respeito, carinho, atenção.

Na verdade, estamos sempre preparados mesmo, é para ouvir o sim. Só este nos interessa.

Mas se é preciso saber dizer não, porque não inventamos também uma longa ladainha também para dizer o sim? Este sai rápido, seco, simples. Principalmente se for de nosso interesse dizê-lo.

Mas então, porque às vezes pedimos para pensar antes de dar a resposta? Seja ela sim ou não. Será que sempre a pergunta, proposta ou pedido, é tão confusa assim, ou nós é que a embaralhamos em nossas mentes?

Ora, então… Se você chegou à conclusão que não sabe dizer não, é porque também não sabe dizer o sim, e quando o diz, teme pelo que possa trazer.

Mas no fundo, no fundo, é só dizer, sim ou não. Sem precisar saber dizer não.

Antonio Jorge Rettenmaier, Cronista, Escritor e Palestrante. Esta crônica está em mais de noventa jornais impressos e eletrônicos no Brasil e exterior.



____________________publicidade___________________

seguro

anuncie