Após acidente nos EUA, Lais Souza passa por cirurgia e não vai a Sochi

Após acidente nos EUA, Lais Souza passa por cirurgia e não vai a Sochi

Atleta brasileira, que buscava vaga para Jogos, está em processo pós-operatório

Laís Souza em Salt Lake City, local do acidente (Foto: Reprodução/Facebook)
Laís Souza em Salt Lake City, local do acidente (Foto: Reprodução/Facebook)

É preocupante a situação da atleta Lais Souza, que sofreu um acidente na segunda-feira, enquanto treinava em Salt Lake City, em Utah, nos Estados Unidos, para os Jogos Olímpicos de Sochi. Em busca de uma vaga na disputa de Aéreos do Esqui Estilo Livre, a ex-ginasta sofreu uma torção na coluna depois de uma queda.

A equipe que acompanha Lais tentou repor a coluna no lugar logo após o acidente, mas não conseguiu. A atleta, então, precisou passar por uma cirurgia e, no momento, está em processo pós-operatório. O estado da brasileira ainda é desconhecido.

A família de Lais, que mora em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, foi informada ainda na noite de segunda-feira. A mãe da atleta, Dona Odete, segue para a capital na tarde desta terça para conseguir a documentação necessária para a viagem. Antônio Luís, pai de Lais, diz que a família está à espera de mais detalhes.

– Eu não tenho muitas informações ainda. Ela está em pós-operatório, precisamos esperar entre 10h e 12h. Só podemos esperar e orar. Nesse período, ela está “dormindo”. Durante o processo cirúrgico, deu tudo certo. Mas não sabemos ainda o que a lesão ocasionou. A médica que participou da cirurgia ligou para a médica do COB, Andréia, que conversou com a gente. Agora, só podemos esperar.

O Comitê Olímpico Brasileiro está auxiliando a família no processo burocrático. Em contato com a reportagem, Marcus Vinicius Freire, superintendente do COB, afirmou que a entidade está tentando agilizar a documentação para que a mãe possa viajar ainda nesta terça.

–  Estamos em reunião para discutir o melhor caminho para agilizar. A nossa prioridade é que a família consiga a documentação. O COB está dando todo o suporte. Hoje, eu não garanto. Mas a ideia é que ela consiga o mais rápido possível.

Josi Santos, que também busca vaga para Sochi, também entrou em contato com a família logo após o acidente. A atleta enviou uma mensagem, mas também não deu maiores informações sobre o estado da amiga.

– Ela falou do acidente e pediu para que todos orassem pela Lais, mas não deu outras informações – disse Guiomar Emília, mãe de Josi.

Lais, assim como Josi, estava praticamente garantida em Sochi, tanto que já contava com um perfil no site do evento. Após desistências de outros países, a brasileira dependia apenas da confirmação da organização. Em 2012, ainda como ginasta, ela disputaria os Jogos de Londres como primeira reserva, após o corte de Jade Barbosa. Ela, no entanto, sofreu uma fratura na mão e também foi cortada.

Laís Souza já contava com ficha no site do evento (Foto: Reprodução)
Laís Souza já contava com ficha no site do evento (Foto: Reprodução)

Na manhã desta terça, o Comitê Olímpico Brasileiro enviou uma nota oficial sobre o acidente. Leia na íntegra:

“A atleta Lais Souza, que aguardava classificação para a prova de esqui aéreo nos Jogos Olímpicos de Inverno Sochi 2014, sofreu acidente durante treinamento na madrugada desta terça-feira (horário Brasil), em Salt Lake City/Estados Unidos.

Ela foi imediatamente socorrida e internada no Hospital da Universidade de Utah, onde já foi submetida a uma intervenção cirúrgica. A Confederação Brasileira de Desporto na Neve (CBDN) entrou em contato com os familiares da atleta para mantê-los informados e assistidos. O Comitê Olímpico Brasileiro ofereceu passagem e hospedagem em Salt Lake City para um dos membros da família e acionou o Dr. Antonio Marttos Jr, médico do Time Brasil, traumatologista baseado em Miami, que chegará a Salt Lake no fim da tarde de hoje.
 
A atleta está coberta pelo seguro da CBDN para os atletas profissionais de esportes de inverno e pela apólice de seguro saúde do Time Brasil, da Bradesco Seguradora.

Estamos aguardando o primeiro boletim médico do hospital, após a cirurgia.”

Fonte: globoesporte.globo.com