Orlando City vence Ponte Preta por 3 a 2

Orlando City vence Ponte Preta por 3 a 2

Em um jogo emocionante, o Orlando City venceu a Ponte Preta de virada, por 3 a 2, em amistoso internacional realizado no estádio Citrus Bowl na noite desse sábado, dia 2 de maio, em frente a 20,5 mil pagantes.

unnamed

Apesar de utilizar um time misto, composto por alguns jovens jogadores, como o zagueiro Connor Donovan, da seleção sub-20 dos Estados Unidos, o volante inglês Harrison Heath (ambos de 19 anos de idade), o volante colombiano Cristian Higuita, o atacante hondurenho Bryan Róchez e o atacante da seleção do Canadá, Cyle Larin (todos de 20 anos de idade), além do goleiro Edwards, de 23, o Orlando City foi capaz de inverter o placar depois de sair atrás no marcador.

Os gols do Orlando City foram marcados pelo zagueiro irlandês Sean St Ledger e pelos atacantes Bryan Róchez e Cyle Larin. O meia Kaká jogou apenas os primeiros 25 minutos de partida, sendo substituído no primeiro tempo pelo jogador da seleção dos Estados Unidos, Brek Shea.

“Eu estou muito satisfeito”, disse o técnico do Orlando City, Adrian Heath. “Nós fizemos um jogo muito competitivo e, obviamente, estou muito feliz pelos jogadores e pelos torcedores. Para ser honesto, foi importante para nossos jogadores marcar alguns gols, ter essa sensação e, apesar de ser um jogo amistoso, terem vencido a partida.”

A Ponte Preta abriu o placar aos 12 minutos do primeiro tempo, em cabeçada do zagueiro Thiago Alves, posicionado na segunda trave para aproveitar o cruzamento de Rildo.

Aos 18 minutos, o meia Eric Avila substituiu Kevin Molino, que deixou o campo machucado.

Fazendo sua estreia em jogos oficiais pelo Orlando City, o goleiro Edwards saiu nos pés de Rildo aos 31 minutos, para interceptar uma bola rasteira. O árbitro viu pênalti. O próprio Rildo bateu, mas Edwards defendeu, levantando a torcida presente.

A poucos segundos do fim do primeiro tempo, Bryan Róchez marcou o primeiro gol dele pelo Orlando City em partidas oficiais, cabeceando bola cruzada por Erik Avila.

A Ponte Preta promoveu a estreia do atacante Borges (ex-São Paulo, Grêmio, Santos e Cruzeiro) no segundo tempo. Aos 10 minutos da etapa final, o zagueiro Sean St Ledger marcou, também de cabeça, o segundo gol dos Lions, em mais uma assistência de Erik Avila. Orlando City 2×1.

Porém, a vantagem durou apenas 4 minutos. Aos 14, Renato Cajá cobrou falta a poucos centímetros da grande área, colocando por cima da barreira, perto do ângulo superior direito do gol de Edwards.

A um minuto do fim da etapa regulamentar, o lateral-direito Tyler Turner lançou o atacante Cyle Larin. O canadense foi derrubado dentro da grande área. Na cobrança do pênalti, Larin teve tranquilidade para esperar o goleiro Marcelo Lomba escolher o canto, batendo no contrapé do arqueiro da Ponte e marcando o gol da vitória dos Lions. Orlando City 3X2 Ponte Preta.

“Em primeiro lugar, penso que sempre temos um grande apoio em todos os jogos,” disse o ala americano Brek Shea. “Espero que os torcedores que vieram essa noite estejam felizes. A vitória foi para eles.”

O Orlando City volta a jogar pela Major League Soccer (MLS) nessa sexta-feira, contra o New England Revolution, às 20h (21h de Brasília) no estádio Orlando Citrus Bowl.

Com uma média de público de 39.328 pagantes por jogo nas primeiras quatro partidas disputadas no estádio Orlando Citrus Bowl, o Orlando City estabeleceu um novo recorde de público para um time estreante na MLS, superando a média de 38.826 pessoas estabelecida pelo LA Galaxy em 1996.

Kaká é o artilheiro do Orlando City na MLS, com três gols e uma assistência.

Orlando City SC 3×2 A.A. Ponte Preta

Gols:

PON – Tiago Alves – 12’

ORL – Bryan Róchez – 45’

ORL – Sean St. Ledger – 10’ do 2˚ tempo

PON – Renato Caja – 14’ do 2˚ tempo

ORL – Cyle Larin 45’ do 2˚ tempo

Cartões:

ORL – Cristian Higuita (amarelo) 11’

ORL – Earl Edwards (amarelo) 31’

PON – Pablo (amarelo) 45’

ORL – Amobi Okugo (amarelo) 16’

Escalações: 

Orlando City SC – Edwards; Rafael Ramos (Tyler Turner 39’ do 2˚ tempo), Seb Hines (Sean St. Ledger 1’ do 2˚ tempo), Conor Donovan e Luke Boden, Amobi Okugo (Danny Mwanga 18’ do 2˚ tempo), Harrison Heath, Cristian Higuita, Kevin Molino (Eric Avila 18’) e Kaká (Brek Shea 25’), Bryan Róchez (Cyle Larin 71’)

Técnico: Adrian Heath

A.A. Ponte Preta –  Ponte Preta – Marcleo Lomba; Gilson (Juninho 28’ do 2˚ tempo), Pablo, Tiago Alves e Rodinei; Fernando Bob, Josimar, Paulinho (Borges – intervalo) e Renato Caja, Biro Biro e Rildo (Adrianinho 35’ do 2˚ tempo)

Técnico: Guto Ferreira

Público: 20.501

Estatísticas

Chutes a gol:

ORL – 8

PON – 9

Escanteios:

ORL – 2

PON – 4

Impedimentos:

ORL – 2

PON – 0

Faltas:

ORL – 15

PON – 18

Defesas:

ORL – 2

PON – 4