Orlando City vence Chicago Fire e aumenta sequência de invencibilidade para 4 jogos

Orlando City vence Chicago Fire e aumenta sequência de invencibilidade para 4 jogos

Orlando_City_2014O Orlando City venceu nesse sábado, dia 6 de junho, o Chicago Fire de virada, por 3 a 2, fora de casa e aumentou para 4 jogos a sequência de invencibilidade da equipe. Com a vitória, os Lions deram um salto na tabela de classificação, pulando do oitavo para o quarto lugar na Conferência Leste da Major League Soccer (MLS).

Antes de virar a partida, os Lions ficaram duas vezes em desvantagem no placar. Logo aos sete minutos de jogo, o lateral do Chicago Fire, Eric Gehrig, tentou um cruzamento da direita e acabou obrigando o goleiro Tally Hall a desviar a bola para escanteio. O Fire executou uma cobrança ensaiada. David Accam trabalhou com Harry Shipp e passou nas costas da defesa do Orlando City. Ele recebeu na direita da pequena área e rolou para o atacante nigeriano, Kennedy Igboananike, marcar o primeiro gol do Chicago Fire contra o Orlando City.

De volta ao time titular depois de dois meses, desde que sofreu uma lesão na coxa esquerda, o brasileiro Pedro Ribeiro teve a chance de empatar a partida aos 16 minutos, quando o lateral-esquerdo Luke Boden efetuou um lançamento preciso de cerca de 40 metros, que encontrou o atacante dentro da área. Pedro matou no peito, botando a bola no chão e finalizando de esquerda. O goleiro Jon Busch fechou bem o ângulo e fez a defesa.

Aos 38 do primeiro tempo, Kaká cruzou, a defesa do Fire desviou e Darwin Cerén ficou com a sobra, emendando um chute forte de fora da área. O goleiro Busch desviou para escanteio.

O meia inglês Lewis Neal – outro que retornou ao time titular – efetuou a cobrança na segundo trave. Luke Boden desviou de cabeça. Pedro Ribeiro disputou a bola com o zagueiro Adailton, do Fire, que marcou gol contra para o Orlando City. O primeiro tempo terminou empatado em 1 a 1.

Com 12 minutos jogados no segundo tempo, porém, David Accam recebeu bola de Harry Shipp de frente para o gol do Orlando City e finalizou bem, tirando do alcance do goleiro Tally Hall. O meia ganês botou curva na bola, que entrou no canto esquerdo. O Chicago Fire ficou, então, mais uma vez em vantagem no placar, 2 a 1.

O técnico Adrian Heath substituiu Pedro Ribeiro por Cyle Larin aos 18 minutos e Lewis Neal por Carlos Rivas 10 minutos mais tarde. As substituições se mostrariam vitais para a vitória dos Lions.

Aos 36 minutos da etapa final, Cyle Larin roubou a bola do zagueiro Adaílton, ajeitou para a perna direita e bateu de fora da área, fazendo um golaço! A bola ainda tocou na trave direita antes de entrar. Foi o quinto gol de Larin pelo Orlando City na temporada 2015 da MLS, a primeira que o atacante canadense de 20 anos disputa como jogador profissional. Cyle está atrás apenas de Kaká, artilheiro dos Lions com seis gols.

O gol da vitória do Orlando City saiu a menos de cinco minutos para o fim da etapa regulamentar. Cristian Higuita lançou outro colombiano, Carlos Rivas, na ponta esquerda. Rivas cruzou na direção de Larin, mas foi o zagueiro Adaílton quem desviou, fazendo o segundo gol contra dele no jogo. O Orlando City venceu por 3 a 2.

Os Lions retornam ao estádio Orlando Citrus Bowl no próximo domingo, quando enfrentam o D.C. United.
“Penso que fomos de longe o melhor time em termos de futebol jogado essa noite”, disse o treinador Adrian Heath. “Sinto que o grupo está se encaixando um pouco mais, há mais camaradagem, é um vestiário muito feliz. Eu disse a eles que nada acontece com facilidade. Tudo o que vale a pena lutar para conquistar é difícil. Eles cavaram a vitória essa noite e foram excelentes. Penso que houve algumas performances muito boas.”

Chicago Fire 2×3 Orlando City SC

Gols:

CHI: Kennedy Igboananike – 8 minutos

ORL: Adailton (contra) – 40 minutos

CHI: David Accam – 12 minutos 2˚ tempo

ORL: Cyle Larin – 32 minutos 2˚ tempo

ORL: Adailton – 41 minutos 2˚ tempo

Cartões:

ORL: Aurélien Collin (amarelo) 25 minutos

ORL: Cristian Higuita (amarelo) 33 minutos

ORL: Darwin Cerén (amarelo) 14 minutos 2˚ tempo

ORL: Sean St. Ledger (amarelo) 17’ minutos 2˚ tempo

CHI: Lovel Palmer (amarelo) acréscimos

CHI: Quincy Amarikwa (amarelo) acréscimos

Escalações: 

Orlando City SC – Tally Hall; Rafael Ramos, Sean St. Ledger, Collin e Luke Boden; Cristian Higuita, Darwin Cerén, Eric Avila, Lewis Neal (Carlos Rivas – 29′ 2˚ tempo’) e Kaká (Amobi Okugo 43’ 2˚ tempo); Pedro Ribeiro (Cyle Larin – 20’ 2˚ tempo)

Técnico: Adrian Heath

Chicago Fire – John Busch; Eric Gehrig (Quincy Amarikwa – 13’ 2˚ tempo), Jeff Larentowicz, Adailton e Lovel Palmer; David Accam, Matt Polster (Mike Magee – 32’ 2˚ tempo), Razvan Cocis e Joevin Jones; Harry Shipp e Kennedy Igboananike (Matt Watson – 35’ 2˚ tempo)

Técnico: Frank Yallop

 

Público: 20.124

Estatísticas

Chutes a gol:

ORL: 11

CHI: 19

Escanteios:

ORL: 5

CHI: 7

Impedimentos:

ORL: 5

CHI: 0

Faltas:

ORL: 12

CHI: 13

Defesas:

ORL: 4

CHI: 3

Para mais informações, acompanhe o Orlando City em www.OrlandoCitySC.comFacebookTwitterYouTube e Instagram.