Flamengo reedita duelo com Orlando Magic no NBA Global Games do Rio

Flamengo reedita duelo com Orlando Magic no NBA Global Games do Rio

Em terceira edição do evento na cidade, Rubro-Negro enfrenta time americano após derrota ano passado, na Flórida. Partida será no dia 17 de outubro, na Arena da Barra

Alexandre Póvoa, do Flamengo, e Arnon de Mello, da NBA, celebram partida (Foto: Alexandre Loureiro / Inovafoto)
Alexandre Póvoa, do Flamengo, e Arnon de Mello, da NBA, celebram partida (Foto: Alexandre Loureiro / Inovafoto)

O Flamengo jogará novamente uma partida de pré-temporada NBA. Mas, desta vez, vai estar em casa. A liga americana anunciou que o Rio de Janeiro receberá, pela terceira vez consecutiva, uma edição do NBA Global Games. No entanto, a diferença marcante para os dois anos anteriores será a presença da equipe brasileira. O rival do Rubro-Negro será um time já conhecido: o Orlando Magic. O confronto está marcado para o dia 17 de outubro, na Arena da Barra.

O diretor-executivo da NBA no Brasil, Arnon de Mello Neto, celebrou a oportunidade também como um passo importante da parceria entre a entidade a Liga Nacional de Basquete (LNB),que organiza o Novo Basquete Brasil (NBB). O dirigente ressalta que os eventos de 2013 e 2014, também no Rio, serviram para voltar a popularizar a marca da liga americana no país.

– No momento em que achamos que já estamos em uma posição mais estabelecida aqui no Brasil, entendemos que era o momento certo para fazer esse jogo aqui contra um time brasileiro, o atual campeão do NBB. E também para celebrar esse ano que marca a parceria, mais efetiva, entre a NBA e o NBB. Nada melhor do que esse ano para mostrar como as duas ligas estão juntas e, mais do que isso, que o basquete brasileiro realmente tem nível para competir com o basquete da NBA. O Flamengo já teve a experiência de jogar contra times da NBA, com três bons jogos. E a gente acha que vai ser uma grande partida. Nos primeiros dois anos, acho que a NBA mostrou para o público brasileiro e para os fãs brasileiros do basquete como se faz um jogo, conseguiu transmitir para o público a experiência NBA. Acho que agora, neste ano, é o público brasileiro que vai mostrar para a NBA a experiência de se torcer como se estivesse torcendo para o futebol – disse Arnon.

Orlando e Flamengo se enfrentaram durante a excursão rubro-negra pelos Estados Unidos, em outubro do ano passado, no Amway Center. Apesar de contar com apoio de sua torcida na ocasião, o time carioca perdeu por 106 a 88, sem dar muito trabalho aos donos da casa. O time do técnico José Neto também encarou Phoenix Suns e Memphis Grizzlies em partidas de pré-temporada. Segundo Arnon de Mello, a vinda ao Rio de Janeiro foi um próprio pedido da franquia da Flórida, que reconhece a importância do público brasileiro, que visita em grande número a cidade há muitos anos. Segundo dados da NBA, só em 2014, mais de 40 mil brasileiros estiveram em jogos do time na cidade.

– Eles têm um carinho especial pelo público brasileiro. Então, nos pediram para vir. Assim como o Miami Heat no ano passado. E como já tínhamos feito um jogo lá, acho que vai ser muito legal poder começar uma ”rivalidade”  entre os dois times. Tenho certeza que o Flamengo vai montar um time ainda mais forte do que tem tido e vai jogar para ganhar. Obviamente, o Orlando também. Vai ser um jogo bem disputado, times que se equivalem tecnicamente. Não conseguia ver um time melhor para formalizar essa parceria – explicou o diretor.

Atual campeão da Copa Intercontinental de Clubes, conquistada em setembro do ano passado, o Flamengo não conseguiu manter o bom ritmo da última temporada e foi eliminado na semifinal da Liga das Américas deste ano. No entanto, o time que é atual bicampeão do NBB está nas quartas de final da competição. Vice-presidente de esportes olímpicos do clube, Alexandre Póvoa comemorou a nova oportunidade e o fato de, desta vez, pode contar com apoio maciço dos torcedores.

– O Flamengo sente enorme orgulho em representar a Liga Nacional de Basquete nesse evento histórico que comemora a parceria com a NBA. Para o esporte em nosso clube, é a consolidação definitiva do processo de internacionalização, que começou pela conquista da Liga das Américas e da Copa Intercontinental, passou pelo convite – o primeiro a uma equipe latino-americana – para a disputa de três jogos na pré-temporada da NBA nos Estados Unidos e, agora, chega ao ápice com a realização dessa partida contra o Orlando Magic em nossa casa. A torcida rubro-negra e os amantes do basquete já estão convocados para uma linda festa no dia 17 de outubro. Que esse sonho para o basquete brasileiro esteja apenas começando – disse Póvoa.

Duas vezes campeão da Conferência Leste da NBA, o Orlando, que não se classificou para os playoffs nesta temporada, tem como destaque Victor Oladipo, vice-campeão da edição deste ano da disputa de enterradas do ”All-Star Weekend”.

Representante do Orlando Magic, o CEO Alex Martins também enalteceu a importância do mercado brasileiro para a equipe. E ressaltou que os fãs brasileiros que compareceram na partida diante do Flamengo, ano passado, chamaram a atenção.

– Estamos ansiosos por representar a comunidade da Flórida central e a NBA. O Brasil tem sido um mercado enorme para o Orlando Magic e nossa região. Essa viagem vai contribuir muito para a parceria que temos cultivado, especialmente em relação ao segmento de turismo e nosso trabalho local. Ficamos muito felizes em receber o Flamengo ano passado e vimos a paixão dos fãs brasileiros que assistiram ao jogo. Estamos muito animados, será uma grande oportunidade – disse o dirigente da equipe americana.

Vendas de ingressos devem ser definidas no próximo mês
A venda de ingressos deve ser anunciada no próximo mês, ainda sem data definida. A intenção é que, mesmo com a desvalorização do real, não haja um aumento médio dos preços do ano passado para esse (lembre os preços da edição de 2014).

Na primeira edição do NBA Global Games no Rio, em outubro de 2013, a Arena da Barra recebeu o duelo entre Washington Wizards, do brasileiro Nenê, e Chicago Bulls. No ano seguinte, foi a vez do confronto entre o Miami Heat e o Cleveland Cavaliers. Além de os brasileiros terem a oportunidade de aplaudir Anderson Varejão, a partida marcou o reencontro do superastro LeBron James, dos Cavs, com seu ex-time.

Outras cidades do mundo também vão receber partidas do NBA Global Games em 2015. A China, por exemplo, será palco de duelos entre Charlotte Hornets e Los Angeles Clippers, 11 e 14 de outubro, em Shenzhen e Xangai. Boston Celtics e Sacramento Kings jogam na cidade do México, em dezembro.

Fonte: globoesporte.globo.com