Casa Branca culpa Putin pela alta da inflação; preços de alimentos sobem 7,9% 

Jen Psaki, porta-voz da Casa Branca, disse que à alta da inflação no país tem um culpado: Vladimir Putin

Consequência da invasão da Rússia na Ucrânia impulsiona à alta da inflação nos EUA, declarou a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki. Gasolina, petróleo bruto, eletricidade e gás natural – subiram. Os preços dos alimentos aumentaram 7,9% 

Da Redação 

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki durante coletiva de imprensa foi contundente em suas afirmações ao atribuir à alta da inflação no país por consequência da invasão da Rússia na Ucrânia. Alertou que os dados de inflação registrados em março e que serão conhecidos nesta terça-feira serão “extraordinariamente altos”, segundo suas previsões. Os preços da energia – gasolina, petróleo bruto, eletricidade e gás natural – subiram. Os preços dos alimentos aumentaram 7,9%. 

______continua após a publicidade_______

retaxes

Durante o encontro com os jornalistas, Jen Psaki se referiu repetidamente à alta inflação como “aumento de preços de Putin”, referindo-se ao presidente russo Vladimir Putin e à invasão da Ucrânia, que seu país começou em 24 de fevereiro. Os preços, no entanto, já estavam subindo nos EUA antes que a Rússia iniciasse sua invasão da Ucrânia. 

Assim, em novembro, dezembro e janeiro houve aumentos homólogos do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) de 6,8%, 7% e 7,5%, respectivamente. 

O governo do democrata Joe Biden está visivelmente nervoso com o custo eleitoral que um aumento histórico dos preços (o mais alto em 40 anos) pode ter nas eleições legislativas de novembro e que, segundo a maioria dos economistas, não parece enviar imediatamente. 

Psaki também enfatizou que o valor da inflação global será previsivelmente muito diferente do valor do núcleo da inflação, uma vez que o conflito está afetando particularmente o preço da energia e alimentos não processados. 

O núcleo da inflação, também com vencimento na terça-feira, exclui esses dois itens (energia e alimentos frescos, cujos preços tradicionalmente oscilam mais) e, portanto, Psaki espera que seja significativamente mais moderado do que a taxa de inflação cheia. 

O “Bureau of Labor Statistics” dos EUA publicará o IPC de março na primeira terça-feira, depois que esse indicador registrou um aumento de 7,9% em fevereiro em relação ao ano anterior, o maior desde janeiro de 1982. 

Os preços da energia (que incluem gasolina, petróleo bruto, eletricidade e gás natural) subiram 25,6% em fevereiro, liderados pelo preço do petróleo bruto, com um aumento homólogo de 43,6%, enquanto o gás subiu 23,8%. Os preços dos alimentos, por sua vez, subiram 7,9%. 

____________________publicidade___________________

seguro

seguro

anuncie

Posted In: