Autor de ataques ao metrô de Nova York pode ter prisão perpétua; dizem autoridades

Momento da prisão de Frank James que não reagiu quando abordado por policiais no East Village

A prisão de Frank James, no bairro East Village, na quarta-feira, autor dos ataques à estação de metrô do Brooklyn, em Nova York, traz alívio aos usuários do metrô. O suspeito de 62 anos será apresentado nesta quinta-feira às autoridades nova-iorquinas e poderá pegar prisão perpétua 

Da Redação

Com a prisão de Frank James, no bairro East Village, na quarta-feira, que admitiu ter arquitetado os ataques na estação do metrô em Sunset Park, no Brooklyn, na terça-feira, os usuários das linhas de metrô em Nova York respiram aliviados. James é o responsável por detonar duas bombas de fumaça e atirado contra passageiros – dez pessoas foram baleadas e 29 ficaram feridas –, em uma manhã de terror. Ele será apresentado nesta quinta-feira às autoridades nova-iorquinas e poderá ser sentenciado à prisão perpétua.

______continua após a publicidade_______

retaxes

Se recuperando da Covid-19 e falando por meio de mensagem, o prefeito de Nova York, Eric Adams, comemorou a prisão de James. “Nós pegamos ele. Não consigo agradecer o suficiente aos homens e mulheres do Departamento de Polícia, assim como aos agentes federais e aos socorristas”, disse o prefeito, que não fez qualquer aparição pública após o crime.

A polícia abordou James a duas quadras de uma unidade do McDonald’s, no bairro East Village, em Manhattan, após denúncia, e ele será apresentado às autoridades nesta quinta-feira, ação confirmada pelo promotor federal para o Brooklyn, Breon Peace, que diz que Frank pode ser condenado à prisão perpétua por crime federal.

Doença mental

Até o momento, ainda não se sabe o real motivo para os ataques, no entanto, sabe-se que o homem de 62 anos, americano, alegou ter sido diagnosticado com doença mental, e que estava insatisfeito com os serviços de saúde pública direcionados às pessoas com os mesmos problemas. Com um histórico problemático, ele foi preso outras 12 vezes, 9 delas no estado de Nova York, e 3 no estado de Nova Jérsei. As investigações apontam que o agressor provavelmente agiu sozinho.

James deverá enfrentar várias acusações, incluindo o uso de uma arma para causar a morte e por ter provocado ferimentos graves em passageiros e funcionários do sistema de metrô de Nova York. O incidente pode ter deixado um número maior de feridos, com base em consultas a hospitais da região – ao menos 29 pessoas que foram atendidas.

____________________publicidade___________________

seguro

seguro

anuncie