“Chicken Bites” tem as melhores coxinhas de Orlando

“Chicken Bites” tem as melhores coxinhas de Orlando

voltar

MAR/2017 – pág. 12

É uma explosão de sabores degustar as coxinhas (chicken bites) feitas com recheios especiais, que conquistou o paladar dos americanos. Você poderá se encontrar com o famoso ex-piloto da Fórmula 1, Raul Boesel, proprietário da casa, com o empresário Wagner Zaratin

Chicken-Bites

Um dos salgados mais famosos do mundo, a coxinha, chega aos Estados Unidos em alto estilo, com diversificados sabores, deixando os americanos enlouquecidos, afinal, o tempero e o recheio preparados pelo “Chicken Bites”, em Orlando é uma explosão de sabor. E tem outro detalhe, além de você degustar a melhor coxinha de Orlando, poderá se encontrar com o famoso ex-piloto da Fórmula 1, Raul Boesel, que está sempre por lá, afinal, ele é um dos proprietários da casa, com o empresário Wagner Zaratin. O empreendimento que já é um sucesso, também atende pelo food truck de coxinhas, presente em vários eventos. E não se surpreenda caso cruze com Boesel pelas rodovias “pilotando” um food truck. Ele faz questão de dirigir os carrinhos até o seu destino comercial.

E segundo Wagner Zaratin, o nome da coxinha nos Estados Unidos é chicken bites porque o americano não consegue pronunciar a palavra coxinha. É meramente impossível, o que facilitou a vida dos moradores americanos de Orlando, que agora não têm mais dificuldades quando pedem o delicioso salgado. E é muito comum, quando se chega ao “Chicken Bites”, ver famílias americanas aguardando. O que eles querem? Coxinha, evidente. “A ideia do projeto partiu de uma conversa que eu e o Boesel tivemos no Brasil. A gente queria montar um negócio em Orlando. A princípio pensei em algo relacionado a carros, mas não era uma opção entusiasta”, lembra Wagner. “E quando estava vindo para Orlando tive um insight quando li uma matéria que falava do crescimento na indústria de frango aqui. Descobrimos que o mercado de frango aqui é gigantesco. E a coxinha era um produto novo para o mercado americano, e o Raul apostou na ideia e entramos no negócio”.

“Fizemos pesquisas para saber o local ideal para abrir o nosso negócio, trouxemos do Brasil um Chef, que fez gastronomia na Califórnia e que estava vindo para os Estados Unidos, e começamos a desenvolver o produto. A princípio seria uma loja, depois pensamos no food truck e começamos a desenhar o empreendimento. E o Raul falou que o food truck ele dirigia (risos), disse que o food truck era dele”, acrescenta Zaratin sorrindo. “Escolhemos Orlando porque aqui tem muitos turistas, estamos perto da Disney, tem os brasileiros, o local ideal”.

“Nós fizemos uma releitura da coxinha e não queríamos que o americano falasse a palavra coxinha com dificuldades, então criamos o nome Chicken Bites, que fica mais fácil eles para pronunciarem. E se ficasse apenas o nome coxinha, você teria que explicar para o americano o que significa coxinha, e qual o seu produto. Chicken Bites diz tudo, é mais prático e fácil de pronunciar. Desenvolvemos a marca e a colocamos no mercado, que foi muito bem-aceita pelo americano e pelos brasileiros. O brasileiro olha a embalagem e já sabe que é coxinha. E quando o pessoal vê o Raul no food truck, pede autógrafo”, comemora o empresário.

“Eu corri muito aqui e o pessoal me conhece”, complementa Raul Boesel que mostra as dependências do “Chicken Bites” para nossa reportagem. O piloto está satisfeito com o empreendimento, “que é algo totalmente novo para mim. Eu já morei nos Estados Unidos e sei das dificuldades aqui”, acrescenta. “Na minha carreira de piloto sempre fui o negócio, tudo dependia de mim, dos meus resultados. Hoje dirijo um negócio, que é bem diferente. É um trabalho de equipe e o resultado depende de um esforço em conjunto”, ressalta Boesel.

Coxinhas servidas em cone

Servidas em embalagens, em formato de cone, os sabores da chicken bites são bem variados. Tem a tradicional coxinha de frango; de espinafre com cream cheese; de porco e de mussarela. E segundo Wagner, os americanos adoram as coxinhas, mas a preferência é pela chicken bites com sabor de chicken wing, que é mais apimentada. “Esse sabor chicken wing é especial para o americano e eles respondem de forma impressionante. Estão sempre pedindo, e vêm buscar o tempo todo. Isso para nós é gratificando porque estamos indo muito bem no mercado americano, conquistando uma clientela especial”, reforça o empresário.

Mas o bom mesmo da reportagem, além da simpatia e atenção dos empresários Wagner Zaratin e Raul Boesel, foi degustar as coxinhas. E quando você visitar o “Chicken Bites”, depois de degustar as coxinhas tradicionais, salgadas, não saia sem experimentar a coxinha recheada com doce de leite, feita com a massa de churros. Essa, inclusive, é a preferida do ex-piloto Raul Boesel. Tem ainda a coxinha de goiabada com catupiri – tradicional Romeu e Julieta – feita para o “Valentine’s Day” e que continua no cardápio.

Explicou Boesel que você pode pedir um cone com dez coxinhas, com dois sabores – cinco e cinco. Também tem o cone com vinte coxinhas, e assim sucessivamente, de acordo com a sua fome e número de pessoas que estiver com você. As coxinhas são crocantes e a massa inclui batata, o que a deixa muito saborosa. Mas, geralmente, explicou o ex-piloto, as pessoas chegam a levar para casa até 50 coxinhas. E quando não compram no food truck vão direto ao “Chicken Bites”.
As coxinhas são preparadas por máquinas – certificadas pelo mercado americano -, com controle de qualidade, e fritas no momento em que o cliente faz o seu pedido. O tamanho das coxinhas é o mesmo, sendo que a massa é fina e o recheio bem avantajado, realçando o sabor. “Nós fazemos entregas, atendendo pedidos, seja qual for à quantidade. Atendemos festas, casamentos, formaturas, bodas, enfim. A máquina produz até cinco mil coxinhas por hora. É uma produção de qualidade, atendendo a demanda da clientela. O meu sócio, o Wagner, é um profissional premiado, com vasto conhecimento na área de marketing. Um parceiro muito especial”, ressalta Boesel.

Lembranças da Fórmula I

Em determinado momento da entrevista, Raul Boesel fala do ex-piloto, mas revela a sua paixão por música eletrônica, que o levou a ser um Dj requisitado para eventos. “Eu virei à página há dez anos como piloto, mas gosto muito de música eletrônica. Tenho participado de várias festas como Dj. Tenho ido a festivais, toquei no Brasil no Carnaval e no festival de futebol, aqui em Orlando. E no dia que eu acordei pensando mais na música do que no piloto, senti que era a hora de parar de correr. A música sempre foi uma paixão paralela”, revela.

Sobre a Fórmula 1, quando consultado, disse Boesel que “mudou o regulamento e espero que seja mais competitiva. Vai mudar porque caiu na mesmice e só a Mercedes que ganha toda vez. Mas esse ano vai ficar entre a Mercedes, Ferrari e Red Bull. No Brasil o automobilismo está muito precário, não temos pilotos, autódromos fechando. O Felipe Massa resolveu correr de novo na Fórmula 1, desaposentou, caso contrário, não teria um piloto brasileiro na corrida. Transformaram o nosso país numa tristeza, com tanto roubos e insegurança. A violência é muito grande no Brasil, o meu irmão, Oscar Henrique, foi assassinado no Brasil há 12 anos, numa segunda-feira de Carnaval, quando ele estava no trânsito”, finaliza. “Foi horrível”.

Serviço

Chicken Bites

Endereço: 2405 S Hiawassee Rd, Orlando, FL 32835

Fone: 407-985-4285

Horário:  10:00–19:00


WaltherAlvarenga

Walther Alvarenga