A tradição da Festa Junina comemorada em Orlando

A tradição da Festa Junina comemorada em Orlando

Em vários pontos da cidade, durante o mês de junho, a animação vai correr solta. Uma tradição brasileira, que mostra o Brasil ao mundo, com atividades hilárias, evidenciando a nossa cultura. O “Jornal Nossa Gente” acompanhará todos os detalhes do evento

festa_junina4

Batata doce, quentão, pipoca, quadrilha e muita animação marcam as tradicionais Festas Juninas que representam a unificação de um povo, mediante aos seus costumes. Uma tradição brasileira, que mostra o Brasil ao mundo, com atividades hilárias, evidenciando a nossa cultura. É o tradicional caipira, o sujeito que fala engraçado, tem bigode – opção de quem se veste a caráter -, e manda correio elegante para a sua amada. A pretendente, por sua vez, traja vestido rodado, pinta o rosto e trança os cabelos, tentando impressionar o companheiro. Também são entoadas canções alusivas a São João, São Pedro e Santo Antônio -chamado de santo casamenteiro. A cidade de Orlando se prepara para a realização da Festa Junina – 2015, levando descontração e entretenimento aos visitantes e brasileiros residentes. Em vários pontos da cidade, durante o mês de junho, a animação vai correr solta e o “Jornal Nossa Gente” irá acompanhar as atividades festivas e culturais, registrando todos os detalhes.

E como o mês de junho é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados, relacionados às festividades, são feitos deste alimento. Pamonha, curau, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca, bolo de milho são apenas alguns exemplos. Além das receitas com milho, também fazem parte do cardápio desta época o arroz doce, bolo de amendoim, bolo de pinhão, bombocado, broa de fubá, cocada, pé-de-moleque, quentão, vinho quente, batata doce e muito mais.

festa_junina5

Os balões também compõem este cenário, embora cada vez mais raros em função das leis que proíbem esta prática, em função dos riscos de incêndio que representam. Estas festas populares são realizadas por igrejas, colégios, sindicatos e empresas. Possuem barraquinhas com comidas típicas e jogos para animar os visitantes. A dança da quadrilha, geralmente ocorre durante toda a quermesse. Como Santo Antônio é considerado o santo casamenteiro, são comuns as simpatias para mulheres solteiras que querem se casar. No Brasil, no dia 13 de junho, as igrejas católicas distribuem o “pãozinho de Santo Antônio”. Diz a tradição que o pão bento deve ser colocado junto aos outros mantimentos da casa, para que nunca ocorra a falta. As mulheres que querem se casar, diz a tradição, devem comer deste pão.

Fogueira e rojões

Segundo uma lenda católica, Isabel, prima de Maria, mãe de Jesus, na noite do nascimento de João Batista, acendeu uma fogueira para avisar a novidade à Maria. Por isso a fogueira é um elemento fundamental da festa e costuma ser acesa às 18h, hora da Ave Maria. Na festa de Santo Antonio, a fogueira tem formato quadrangular; na de São Pedro, triangular e na de São João possui formato arredondado na base, formando uma pirâmide. Os fogos de artifício eram utilizados na celebração para “despertar” São João e chamá-lo para a comemoração de seu aniversário. O barulho de bombas e rojões podia espantar os maus espíritos. O costume de soltar balões surgiu da ideia de que eles levariam os pedidos dos devotos aos céus e a São João. Essa prática foi proibida devido ao alto risco de os balões provocarem incêndios. A cerimônia de levantamento do mastro de São João é chamada de “Puxada do mastro”. Além da bandeira de São João, o mastro pode ter as de Santo Antonio e São Pedro.

Mas afinal, qual é a origem das Festas Juninas? Segundos os historiadores, esta festividade foi levada para o Brasil pelos portugueses, durante o período colonial (época em que o país foi colonizado e governado por Portugal). Existem duas explicações para o termo festa junina. A primeira explica que surgiu em função das festividades ocorrem durante o mês de junho. Outra versão diz que a festa tem origem em países católicos da Europa e, portanto, seriam em homenagem a São João. No princípio, a festa era chamada de Joanina. Nesta época, havia uma grande influência de elementos culturais portugueses, chineses, espanhóis e franceses. Da França veio a dança marcada, característica típica das danças nobres e que, no Brasil, influenciou muito as típicas quadrilhas. Já a tradição de soltar fogos de artifício veio da China, região de onde teria surgido a manipulação da pólvora para a fabricação de fogos. Da península Ibérica teria vindo a dança de fitas, muito comum em Portugal e na Espanha.

Juninas no Nordeste

Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, na região Nordeste as festas ganham uma grande expressão. O mês de junho é o momento de se fazer homenagens aos três santos católicos: São João, São Pedro e Santo Antônio. Como é uma região onde a seca é um problema grave, os nordestinos aproveitam as festividades para agradecer as chuvas raras na região, que servem para manter a agricultura. Além de alegrar o povo da região, as festas representam um importante momento econômico, pois muitos turistas visitam cidades nordestinas para acompanhar os festejos. Hotéis, comércios e clubes aumentam os lucros e geram empregos nestas cidades. Embora a maioria dos visitantes seja de brasileiros, é cada vez mais comum encontrarmos turistas europeus, asiáticos e norte-americanos que vão ao Brasil para acompanhar de perto estas festas.

Roteiro de Festas Juninas em Orlando

Festa Junina da Igreja Católica
Há 12 anos divertindo a famílias brasileiras de Orlando e região.
(Resurrection Catholic Church)
Informações: 407-476-5998
Dia 27 de junho a partir das 6pm as 12am
1211 Winter Garden Vineland Rd, Winter Garden, Fl 34787

Patrocinadores: Black Fire Brazilian Steakhouse, JC FL Inc Gutter Soffit Siding, US Aluminum, Silva’s Market, Vittorios Brazilian Restaurant, Café Mineiro Brazilian Steakhouse, RPT Sales and Leasing, Fortress Group, JR Aluminum Services, Castilhocar Experiência & Seriedade com seu veículo, Ernani Sena Realtor, Gorgeus Hair Salon & Spa. IBA Express, Amazon Pavers, Jornal B&B, Camila’s Brazilian Restaurant e “Jornal Nossa Gente”.

Festa Junina do Camila’s
Dia 13 de junho no Camila’s Lounge – 8 pm
Ingressos: $10 se comprados antecipados e $14 na porta
Informações: 407-354-2507