Governo alemão caça funcionário que seria espião dos Estados Unidos

Governo alemão caça funcionário que seria espião dos Estados Unidos

Embaixador americano foi chamado para dar explicações. Suposto espião trabalharia nas Forças Armadas e seria próximo ao ministro da Defesa.

Uma comissão do Parlamento alemão (ao funo) está a investigar as alegações de espionagem por parte da Embaixada dos EUA - Foto ODD ANDERSEN/AFP
Embaixada dos EUA – Foto ODD ANDERSEN/AFP

O embaixador dos Estados Unidos em Berlim foi convocado, nessa quarta-feira (9), pelo governo alemão, para tentar explicar mais um escândalo que envolve o serviço de espionagem americano.

Funcionário das Forças Armadas da Alemanha, próximo ao ministro da Defesa, o suposto espião a serviço dos Estados Unidos começou a ser caçado, nesta quarta-feira (9), pelas autoridades alemãs.

Na semana passada, a polícia já tinha prendido um homem de 31 anos que trabalhava para a BND, a agência de espionagem da Alemanha.

Segundo as autoridades, o homem admitiu que passou informações secretas para a CIA, a agência de espionagem americana. Um dos alvos era o parlamento alemão.

O caso abala ainda mais a relação entre os dois aliados, estremecida desde o ano passado com as revelações de Edward Snowden de que os americanos bisbilhotavam o celular da primeira-ministra Angela Merkel. A Alemanha tentou fechar com os Estados Unidos um acordo de não espionagem, mas o governo americano tem resistido à ideia.

Fonte: g1.globo.com