Policial aposentado mata homem por usar celular em cinema na Flórida

Policial aposentado mata homem por usar celular em cinema na Flórida

‘As vozes começaram a se elevar. Alguém jogou pipoca, não sei quem, e então, bang, ele foi atingido pelo disparo’

AP Pessoas deixam cinema após policial aposentado disparar em homem durante briga pelo uso de celular durante filme em Wesley Chapel, Flórida (13/1)
(AP) Pessoas deixam cinema após policial aposentado disparar em homem durante briga pelo uso de celular durante filme em Wesley Chapel, Flórida (13/1)

Um policial aposentado matou um outro frequentador de cinema na Flórida em meio a uma briga sobre envio de mensagens durante o filme, disse a polícia.

O ex-oficial Curtis Reeves, 71, abriu fogo depois de pedir repetidas vezes ao homem que se sentava diretamente em frente dele para parar de usar o celular, disse um porta-voz do xerife do condado de Pasco. Chad Oulson, 43, morreu no hospital.

Acompanhados por suas mulheres, os dois homens assistiam aos trailers em um cinema em Wesley Chapel, norte de Tampa, na segunda-feira. A vítima explicou que trocava mensagens com sua filha de 3 anos, disse a testemunha Charles Cummings à FOX 13. Reeves foi acusado de assassinato em segundo grau.

Os dois casais esperavam para assistir ao novo filme de guerra “O Grande Herói” (Lone Survivor, no original em inglês) quando a discussão começou. Reeves aparentemente saiu em disparada da sala de cinema para buscar um gerente, mas retornou sem nenhum.

“Três segundos, quatro depois, a discussão começou novamente”, contou Cummings. “As vozes começaram a se elevar; parecia que haveria um confronto. Alguém jogou pipoca, não sei quem, e então, bang, ele foi atingido pelo disparo.”

A mulher de Oulson, Nicole, foi ferida por ter colocado sua mão sobre seu marido no momento em que foi atingido, disse o porta-voz policial Doug Tobin.

Uma enfermeira na plateia tentou salvar a vítima, enquanto um policial que estava de folga prendeu o atirador.

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br (Com BBC)