Dólar cai após resultado da eleição, mas opera em alta nesta segunda (29)

Dólar cai após resultado da eleição, mas opera em alta nesta segunda (29)

O pleito e a escolha de Jair Bolsonaro para assumir a presidência do Brasil derrubou a moeda americana durante o domingo, mas a alegria não durou muito tempo.

Orlando, Flórida – 29 de outubro

Após a abertura das urnas e a confirmação de Jair Bolsonaro (PLS) como novo presidente do Brasil, o dólar despencou e chegou a ser negociado a R$ 3,58, o que não acontecia desde maio deste ano. Especialistas afirmam que o discurso de Bolsonaro após a vitória ajudou a movimentação no mercado financeiro, já que o político mencionou o compromisso com a responsabilidade fiscal no Brasil.

Mas a queda do dólar não durou muito tempo. Nesta segunda (29) a moeda já abriu em alta, iniciando a semana cotada em R$ 3,67. Enfatizado inúmeras vezes como o responsável pela pauta econômica do governo de Bolsonaro, Paulo Guedes afirmou em entrevistas que o objetivo dele e da equipe econômica será zerar o déficit fiscal, acelerar privatizações, reduzir impostos e reduzir encargos trabalhistas em folhas de pagamento. Essas medidas, vistas como positivas pelo mercado, também ajudam a movimentação da moeda e do comércio no Brasil.

O comportamento do dólar ao longo do ano. (Gráfico: G1 Economia)

Tendência do mercado

De acordo com o artigo publicado hoje pelo setor de economia do UOL, mesmo com a incerteza de como a governabilidade do novo presidente, a tendência da bolsa é de valorização nos próximos meses. A eleição já é passado. Agora o mercado começa a olhar adiante, na recuperação da economia, que deve levar ao aumento do lucro das empresas”, afirmou Pedro Galdi, analista da corretora Mirae, entrevistado pela equipe do UOL. O Ibovespa, que é o principal índice de ações do mercado de ações do Brasil, chegou à máxima histórica após as eleições, de 88 mil pontos, mas voltou a oscilar no início desta segunda.