Você tem embalagem, marca e conteúdo?

Você tem embalagem, marca e conteúdo?

Edição de maio/2018 – pág. 22

Você tem embalagem, marca e conteúdo?

Imagine só uma lata de refrigerante! Agora imagine o design da lata como sendo a embalagem, o conteúdo sendo o líquido e a marca do refrigerante como sendo algo que o diferencia dos outros refrigerantes. Agora, vem a pergunta: você também tem embalagem, marca e conteúdo?

Pode parecer um pouco estranho e pesado comparar você com uma marca de um produto, mas todos nós temos sim uma marca pessoal que precisa se auto vender, seja para alcançar objetivos pessoais ou profissionais. Então, vamos lá! A nossa marca pessoal é algo que define você, um diferencial, algo que o faz lhe distinguir dos demais. O conteúdo, são suas competências (conhecimentos, habilidades e atitudes), seus valores e sua visão de vida. Já a embalagem é sua imagem pessoal, sua aparência, seu comportamento e sua comunicação verbal e corporal. Para ter uma marca pessoal de sucesso é preciso pensar em duas coisas: reputação. E reputação tem a ver com a percepção que as pessoas têm de você. E isso pode ser negativo ou positivo não é mesmo?

Se você consegue com sua marca pessoal gerar confiança naquilo que faz, então a sua marca pessoal deve estar gerando os resultados que você deseja. Entretanto, se sua marca pessoal (Personal Branding) está comprometida, então seus objetivos vão ficar comprometidos também. Porque vender algo que não é real é o mesmo que fazer Marketing Pessoal mentiroso. O Marketing Pessoal, ou seja, a forma como você se mostra ao mundo, deve existir mas precisa ser autêntica, verdadeira.

Percebeu que estamos falando de três coisas diferentes: MARCA PESSOAL X PERSONAL BRANDING X MARKETING PESSOAL? De forma bem sucinta, vou explicar:

A marca pessoal é algo que lhe diferencia das outras pessoas. Personal Branding é a gestão da sua marca pessoal, aquilo que as pessoas pensam de você. Já o Marketing Pessoal é a forma como você se mostra ao mundo.

Eu sei e concordo que embalagem bonita não vende sozinho, você precisa ter conteúdo e uma marca própria, mas se você tiver esses dois muito bons e sua embalagem for feia ou desalinhada com os outros dois, você igualmente não vai conseguir “se vender”. Resumindo, um bom produto, VOCÊ, precisa das 3 partes que compõem a marca pessoal para ter sucesso: embalagem, marca e conteúdo. E essa embalagem é composta por aparência, comportamento e comunicação oral e corporal.

Deixo uma reflexão para você leitor, hoje: a sua embalagem, a sua imagem pessoal, lhe ajuda ou atrapalha a alcançar os objetivos que deseja? Pense nisso e nos vemos no próximo encontro!