Plano emergencial propõe ajuda a inquilinos e proprietários de Miami-Dade, atingidos pela pandemia.

Recursos serão disponibilizados a proprietários e inquilinos de Miami-Dade, em dificuldades.

 

Em entrevista coletiva, a prefeita de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, reconhece que o condado precisa ajudar a proteger o sustento de seus residentes, incluindo proprietários, inquilinos e proprietários de pequenos negócios que sofreram dificuldades financeiras durante o ano passado

 

Da Redação

Preocupada com a situação de inquilinos proprietários do condado de Miami-Dade, em condições de dificuldades com a pandemia que atingiu a grande maioria, a prefeita Daniella Levine Cava, disse em entrevista coletiva, nesta segunda-feira, que irá averiguar o caso, disponibilizando o seu apoio aos afetados, e o reinício dos despejos comerciais. “A moratória federal de despejo salvou vidas e manteve as pessoas em segurança em suas casas, evitando a propagação da Covid-19, e a moratória local ajudou a garantir que a polícia de Miami-Dade usasse seus recursos limitados para se concentrar nas coisas que estão protegendo nossos moradores em meio a esta crise histórica de saúde pública”, enfatizou Daniella.

 

Prefeita Daniella Levine Cava – Miami-Dade também recebeu outros US $ 60 milhões em fundos de ajuda federais, segundo a prefeita, que ajudarão a fornecer suporte aos proprietários que estão lutando para pagar suas hipotecas.

Levine Cava foi enfática ao reconhecer que o condado precisa ajudar a proteger o sustento de seus residentes, incluindo proprietários, inquilinos e proprietários de pequenos negócios que sofreram dificuldades financeiras durante o ano passado.

O novo programa de socorro para proprietários residenciais que entraram com ações no departamento de polícia e cujos inquilinos enfrentam despejo, vai pagar aos proprietários até US $ 3.000 por mês de aluguel atrasado, desde março de 2020. “Este é um apoio muito substancial para os proprietários que têm de pagar suas contas”, disse Levine Cava.

A prefeita também anunciou que a partir do dia 5 de março “o condado vai retomar os mandados apenas para despejos comerciais. A moratória de despejo residencial que foi exigida no nível federal ainda está em vigor para proteger os mais vulneráveis. ”

Os líderes locais, que também estiveram presentes na entrevista coletiva, incluí a Comissária do condado de Miami-Dade, Eileen Higgins; o Diretor de Habitação Pública e Desenvolvimento Comunitário, Michael Liu; membros do Departamento de Polícia de Miami-Dade; inquilinos e grupos de direitos dos proprietários e membros da comunidade afetada pela pandemia.