Pentacampeã da Disney World Marathon Weekend se despede e fala de novos desafios

Pentacampeã da Disney World Marathon Weekend se despede e fala de novos desafios

A pentacampeã da prova de 42 quilômetros da Disney World Marathon Weekend – 2020, a brasileira Giovanna Martins, se despede das pistas em Orlando e foca sua carreira em novos desafios na França

Edição de janeiro/2020 – p. 12

Pentacampeã da Disney World Marathon Weekend se despede e fala de novos desafios

Ao atravessar a linha de chegada da Disney World Marathon Weekend – 2020, em Orlando, no último dia 12 de janeiro, consolidando o título de pentacampeã da prova de 42 quilômetros – categoria feminina –, a brasileira Giovanna Martins agradeceu a Deus, também enaltecendo os apoiadores, seu técnico e amigos que a incentivaram – segundo lugar a americana Jordyn Kleve, terceiro, a brasileira Conceição Oliveira. O semblante da maratonista traduzia felicidade, mas o seu coração – ela confessa –, estava apertado, ressentido porque se despedia das pistas de corrida da Disney. “Estava muito feliz e gratificada pela vitória, mas triste porque era uma despedida, tinha feito a minha última prova da Disney. Tenho novos desafios pela frente e, agora, vou me concentrar para competir na ‘Marathon du Mont Blanc’, na França, que acontecerá em agosto, na cidade de Chamonix. É uma das corridas mais sonhadas pelos atletas do mundo”, enfatiza.

“Cada vitória é uma emoção diferente, e até agora ainda não caiu à ficha”, relata Giovanna, denotando entusiasmo. “As coisas acontecem em nossas vidas de forma impressionante: outro dia, vim a Orlando apenas para conhecer a Disney e hoje sou maratonista, cinco vezes campeã da ‘Maratona Disney’. É a realização de um sonho atravessar a linha de chegada, após tantos esforços, treinos exaustivos com intuito de obter um bom resultado e, graças da Deus tudo aconteceu conforme o esperado”, comemora a maratonista.

“Durante as festas de final de ano – Natal e Ano Novo – eu tive que abrir mão das delícias da mesa para manter o meu peso, com uma dieta rigorosa, treinando com muita determinação, caso contrário não conseguiria subir ao pódio. Logo depois do Natal e no primeiro dia do ano novo eu já estava treinando pela manhã, obedecendo uma metodologia de treinamentos, sob a orientação do meu técnico – Marcos Martins, esposo da atleta.

Mas Giovanna surpreende ao relatar que a princípio havia descartado a sua participação na Maratona Disney este ano. Foi uma decisão de última hora, com quatro meses de treinamentos. “Até o mês de setembro do ano passado não tinha decidido se participaria da prova da Disney. Estava focada em disputar a ‘Marathon du Mont Blanc’, na França. Mas mudei de ideia quando a minha irmã adotou uma filha, então era mais uma sobrinha na família. Em todas as maratonas que ganhei na Disney, presenteei os meus sobrinhos com a estatueta do Mickey Mouse, e não deixaria de entregar o Mickey para a nova sobrinha. Foi então que decidi correr a prova da Disney. Estou levando na bagagem o Mickey que será entregue para minha querida sobrinha, a Zípora, afinal, sou uma tia justa”, enfatiza.

“A adoção é um ato de amor e carinho. O gesto maravilhoso de minha irmã ao adotar a Zípora, foi maravilho. Isso me incentivou a correr na Disney, quando tinha desistido. As pessoas devem olhar a adoção com muito carinho, de forma especial porque é dada oportunidade melhor à criança que tanto precisa”, alerta Giovanna.

Explica a maratonista que pela primeira vez correu na Disney com o apoio de sua assessoria – Assessoria Giovanna Martins –, e que contou com o carinho e empenho dos amigos, Cris Leonardo e Alexandre, considerados, “os meus pais em Orlando. Eles sempre estiveram comigo nos momentos mais difíceis, demonstrando amor e apoio”, fala com emoção.

Momento crucial

Indagada sobre o instante crucial, quando na disputa da “Disney World Marathon Weekend”, na hora da largada, cercada por adversárias que também almejam o título, Giovanna Martins é enfática: “Fico hipnotizada quando corro. Mentalizo Deus, faço a minha oração e respiro fundo porque é um momento decisivo. Não me importo com adversários porque estou focada e, naquele instante, sou eu, o asfalto e o relógio. Tenho traçado em mente os pontos da corrida onde posso me hidratar para continuar correndo com força. Eu amo o esporte, adoro competir e não importa se é uma prova de bairro ou uma maratona internacional. O prazer é o mesmo porque sei que pessoas se influenciam com o meu desempenho e se espelham em mim”.

“Estou voltando para a minha cidade – Salto (SP) –, e sei que lá já estão me esperando com festa. Fico feliz em poder proporcionar alegria à minha gente através do que eu mais gosto de praticar, o esporte. Valeram todos os esforços para chegar até aqui, mas tenho pela frente novos desafios. É um caminho novo que vou percorrer na França, mas Orlando está no meu coração. A partir de agora, estou focada para os novos desafios, fechei com chave de ouro a minha trajetória na ‘Maratona da Disney’, mas vou voltar para prestigiar os meus colegas maratonistas”, promete.

Lembrando o início de sua carreira nas pistas de corrida, conta Giovanna que o ex-corredor brasileiro, Adriano Bastos – oito vezes campeão da “Maratona da Disney” –, foi quem a inspirou para competir em Orlando. “Eu li a entrevista do Adriano Bastos e fiquei muito empolgada. Queria ser como ele, uma campeã da maratona da Disney”, comenta.

Professora de Educação Física, Giovanna Martins iniciou os trabalhos de preparação para correr a “Maratona Disney”, em 2012, auxiliada pelo esposo, Marcos Martins, que assumiu o posto de auxiliar técnico. Em 2015, Giovanna ganhou o título de campeã da “Walt Disney World Marathon Weekend”, obtendo reconhecimento da mídia no Brasil e nos EUA, conquistando novos patrocinadores. Era o começo de uma era de muitos desafios para a brasileira que chegou ao título e pentacampeã.

Tempo de classificação

Giovanna Martins venceu a prova de 42 km da “Disney World Marathon Weekend – 2020” com o tempo de 2h54m19s. Em segundo lugar ficou a americana Jordyn Kleve, com o tempo de 2h59m07s. Em terceiro, a brasileira Conceição Oliveira, que fez o tempo de 3h12m28s. Masculino – o americano Nick Hilton foi o campeão em 1h48m40s.