O que muda para o imigrante indocumentado no governo Biden? Advogada de Imigração esclarece.

Dra. Carolina Krispinski alerta para novas diretrizes de Imigração; o que muda no governo Biden?

 

Em entrevista para o “Nossa Gente”, a advogada de Imigração, Dra. Carolina Krispinski, aborda as novas diretrizes do governo Joe Biden, com dicas e esclarecimentos importantes. Ela fala do DACA, “asilo político”, aplicação para o green card, e da força da Comunidade brasileira em Orlando

 

Da Redação

A Dra. Carolina Krispinski – advogada de Imigração em Orlando –, dedicada a orientar indivíduos e empresas com seus processos de imigração, quando consultada sobre os efeitos do governo de Joe Biden na questão imigratória, das possíveis mudanças para os indocumentados, foi enfática nas suas considerações. Lembrando que em menos de 24 horas, após assumir oficialmente a presidência, Biden assinou 17 ordens executivas, a maioria dedicadas a voltar atrás em políticas do antecessor no cargo. “A preocupação de Joe Biden é interromper o processo de imigração, avaliar melhor cada caso, dando oportunidade aos imigrantes que esperam pela legalização. Há uma linha de esperança, amenizando a truculência do governo do ex-presidente Donald Trump. É um processo minucioso, com muitas discussões no Congresso, mas Biden está imbuído na missão de ajudar, aliás, uma promessa de campanha. São novos tempos, e acredito que os efeitos serão muito positivos”, relata.

 

Apoio ao DACA – Mencionada a decisão do juiz federal no Texas, Drew B. Tipton, que bloqueou a medida do presidente Biden – não deportar imigrantes nos cem primeiros dias de seu mandato –, e que deportou, a advogada foi enfática: “São processos de deportação que já estavam em curso, e que foram consolidados, mesmo com a medida de Biden. É um processo complexo e que teve andamento com a imposição de um juiz federal. Em contrapartida, entre os brasileiros que aguardam pela legalização, há muita esperança e confiança em Biden. Os Estados Unidos e países como Colômbia, Argentina e Chile, dentre outros da América Latina, tem um Acordo Bilateral que permite que os indivíduos desses países apliquem para o visto de investimento E-2”, informa.

“Com este tipo de visto, as pessoas podem trabalhar e investir nos Estados Unidos. Contrariamente, o Brasil não tem este tipo de Acordo Bilateral, o que torna mais difícil para brasileiros investirem e trabalharem nos Estados Unidos. O único visto de investimento para uma pessoa que só tenha a nacionalidade brasileira será o ‘EB-5’, o qual necessita, dependendo das circunstâncias, um investimento mínimo novecentos mil dólares –$900.000,00 –, ou um milhão e oitocentos mil dólares – $1.800.000,00”,  diz.

“Nos últimos dois anos, tem-se comentado que Portugal e Estados Unidos irão assinar um Acordo Bilateral que irá permitir que pessoas com cidadania portuguesa apliquem para um visto ‘E-2’. Isto e uma boa notícia para os brasileiros, que também têm cidadania portuguesa. Antes, esta possibilidade era remota, e os brasileiros com cidadania portuguesa não tinham a possibilidade de aplicar para o visto ‘E-2’, informa a advogada.

“Biden também tem um compromisso muito importante com as crianças que chegaram ao país, acompanhando os pais, e que hoje são jovens estudantes e precisam do apoio do governo para regulamentar sua permanência nos Estados Unidos. A questão do DACA (Deferred Action for Childhood Arrivals), é fundamental, e Biden está se dedicando a isso. Cerca de oitocentos mil jovens, os chamados ‘sonhadores’, esperam por um desfecho positivo, desde que Trump – em 2017 – , revogou a medida do então presidente Barack Obama – de 2016 –, e que os deixou em condições vulneráveis. Aposto muito no empenho do novo presidente e que o Congresso possa ser sensível à essa questão”, complementa a Dra. Carolina.

Outro ponto levantado pela advogada é quanto à ampliação de concessão de asilo político. Faz parte do plano uma melhoria na infraestrutura imigratória, com o objetivo de melhorar a capacidade de processamento dos requerentes de asilo. Embora a medida seja bem-vinda por grupos de ativismo e várias organizações, este pode ser um dos pontos mais discutidos pelos legisladores, dizem os especialistas. “É um ponto polêmico, sem dúvida, a concessão de asilo político, limitado pelo governo Trump, mas que Joe Biden promete ampliar este direito, e permitir que mais pessoas sejam beneficiadas. Uma questão que será muito debatida entre os congressistas, evidente, mas acredito no bom senso”, reforça.

 

Separação de pais e filhos

União da família – Durante o governo Trump, milhares de famílias vindas da América Central foram separadas, pelas autoridades americanas, na fronteira dos EUA com o México. Biden quer, agora, reverter o que chamou de “uma vergonha”. E segundo avaliação da Dra. Carolina, quando consultada, “É um ponto importante, e Biden assinou medida proibindo que os filhos sejam separados dos pais, como aconteceu no governo Trump, causando muita indignação porque se trata de famílias. Pessoas simples que deixaram os seus respectivos países, porque foram processados e temiam por suas vidas, e vieram em busca de oportunidade nos Estados Unidos, mas que foram hostilizadas na fronteira. Tiveram os filhos tirados indevidamente, e, confio que esta atitude não ocorra no governo Biden”, alerta.

Outro alerta da Dra. Carolina é quanto à contratação de um advogado de Imigração – profissionais com idoneidade –, evitando surpresas desagradáveis no futuro. “O imigrante em processo de legalização, que irá aplicar para o green card ou para qualquer outro benefício de imigração, deve procurar ajuda de um profissional idôneo para obter orientação segura durante o processo. Ele deve estar atento de que a informação na Internet não é suficiente. A Internet, principalmente, não traz a experiência necessária para tal. Saber como ele deve proceder, o que irá ajuda-lo. Muitos processos se complicam quando o solicitante é complemente leigo, à mercê de terceiros. Ter uma assessoria jurídica é extremamente importante, e, sem dúvida, facilitará”, orienta.

“A maioria dos meus clientes é brasileira – Dra. Carolina é natural da Colômbia –, e tenho orientado sobre as novas diretrizes da política de imigração do governo Joe Biden. São tempos de mudanças, e creio que haverá uma grande melhora para os imigrantes. Em Orlando, temos uma comunidade brasileira bem forte, que cresce consideravelmente, e isso é muito positivo. Muitos brasileiros têm negócios aqui, trazem a família, então é um recomeço”.

“O imigrante é uma força para os Estados Unidos e o presidente Biden reconhece isto. O país precisa do imigrante, então, o momento é agora, com a reestruturação da imigração, com chances de legalização para o imigrante que se encaixa no perfil dos novos tempos. Estou à disposição dos brasileiros que queiram orientação para aplicar para o green card ou qualquer outro beneficio imigratório. A minha equipe está pronta para ajuda-los! ”, finaliza Dra. Carolina Krispinski.

 

Serviço

Endereço – 9145 Narcoossee Rd. Suite 208. Orlando. Fl. 32827

Telefone – +1 321 368 9029