Nevada e Geórgia podem definir vitória de Biden. Trump paralisa contagem de votos na Pensilvânia

 

Joe Biden é o favorito em Nevada, e pode definir a eleição, com chances na Geórgia

 

Até o momento da publicação desta matéria, analistas políticos, além da Fox News e Associated Press, apontavam o favoritismo de Joe Biden em Nevada, o que poderá definir a sua vitória na eleição nas próximas horas. Biden tem 264 votos e precisa de 6 votos para conseguir 270 votos no Colégio Eleitoral. Trump, por sua vez, entra na justiça e paralisa a contagem de votos na Pensilvânia, criando meios para bloquear outros estados

 

Da Redação

Todas as considerações de analistas políticos, além da Fox News e Associated Press, apontam para o favoritismo de Joe Biden em Nevada, que poderá definir a sua vitória na eleição nas próximas horas. Biden tem 264 votos e precisa de 6 votos para conseguir 270 votos no Colégio Eleitoral, embora essa possibilidade, na altura dos acontecimentos, com Donald Trump pedindo a paralisação da contagem de votos – o que aconteceu temporariamente na Pensilvânia –, e ter entrado na Justiça solicitando inclusive a recontagem de votos, a divulgação oficial do novo presidente dos EUA pode retardar. Em contrapartida, para ganhar, Trump precisa vencer na Geórgia, na Carolina do Norte e na Pensilvânia, além de virar o resultado em Nevada. O cenário muda se Trump virar no Arizona, entretanto, alguns veículos já projetam vitória de Biden lá, mas outros dizem que a disputa está em aberto.

A contagem dos votos da eleição americana entra em seu terceiro dia com o resultado de seis Estados ainda tentando definir o vencedor. No entanto, a decisão pode ser definida ainda nesta quinta-feira, a depender dos resultados em Nevada e Geórgia, e da confirmação do Arizona, antes mesmos dos demais Estados concluírem suas apurações.

Contagem de votos acelerada em Nevada – A definição antecipada seria possível em caso de vitória do candidato Joe Biden em pelo menos dois desses três Estados. Para o republicano Donald Trump, o caminho é mais difícil: é necessário vencer na Geórgia, na Carolina do Norte e na Pensilvânia e virar o resultado em Nevada.

Projeções já apontam Biden como vencedor no Arizona, mas com uma vantagem de 2,4% e um porcentual de 86% de votos apurados, uma vitória de Donald Trump ainda é possível – mesmo sendo tida como improvável. Autoridades do condado de Maricopa, um dos mais importantes do Estado, anunciaram que vão divulgar uma nova atualização dos resultados apenas na noite desta quinta, o que faz com Nevada e Geórgia possam definir a eleição pró-Biden antes disso.

A Geórgia tem 95% dos votos apurados até aqui, apontando pequena vantagem momentânea para Trump (49,6% contra 49,1% de Biden). Em Nevada, a vantagem de momento é do democrata (49,3% a 48,7%). A vitória nos dois Estados acrescentaria 22 delegados na conta de Biden, que superaria a margem mínima de 270 para ser eleito.