“Disney” reabre dia 11 de julho e e “SeaWorld” no dia 11 de junho em Orlando com capacidade limitada

Estratégia de segurança da “Disney” foi apresentada para reabertura dos parques

 

“Walt Disney World” e do “SeaWorld Orlando” apresentaram planos à Força-Tarefa de reabertura de parques em 11 de julho, e já tem aprovação final do governador Ron DeSantis. Ambas as empresas que visam este verão falam em estratégias limitadas para visitação

Da Redação

Alguns dos maiores parques temáticos de Orlando podem abrir em apenas algumas semanas. Na quarta-feira, líderes da “Walt Disney World” e do “SeaWorld Orlando” apresentaram planos à Força-Tarefa de Recuperação Econômica do Condado de Orange, detalhando como eles planejam começar a aceitar com segurança novamente os turistas após serem fechados por mais de dois meses para impedir a propagação da Covid-19.

“SeaWorld Orlando”- Planos de ambas as empresas foram aprovados pela Força-Tarefa e pelo prefeito de Orange County, Jerry Demings. Já foram aprovados pelo escritório do governador Ron DeSantis..

O SeaWorld seria o primeiro dos dois a abrir seus parques. O CEO interino do SeaWorld, Marc Swanson, disse que a empresa gostaria que o SeaWorld, Aquatica e Discovery Cove reabrissem em 11 de junho.

Exatamente um mês depois, a “Disney” pretende voltar a aceitar os turistas em seus parques em Orlando, de acordo com o vice-presidente sênior de operações do “Walt Disney World”, Jim McPhee.

Ele disse que o “Animal Kingdom” e o “Magic Kingdom” da “Disney” reabririam em 11 de julho, posteriormente o “Epcot” e o “Hollywood Studios” abririam em 15 de julho.

“Estamos desenvolvendo uma série de veículos de comunicação ‘saiba antes de ir’ e nosso objetivo é reforçar nossas mensagens de saúde e segurança aos turistas antes que eles cheguem à nossa propriedade, para que estejam cientes e preparados para o novo ambiente”, disse McPhee à tarefa força quarta-feira.

Ele também disse que os parques seriam reabertos com capacidade limitada, mas não especificou o número de visitantes que seriam permitidos inicialmente. A “Disney World” também está planejando aberturas menores e flexíveis antes de 11 de julho, mas nenhum detalhe foi fornecido.

A “Disney Springs” começou sua reabertura em etapas em 20 de maio e, desde então, os visitantes entraram continuamente. Naquela época, a empresa formou “esquadrões sociais de distanciamento”, que McPhee disse que eram populares entre os convidados.

Ele disse que eles são “uma equipe dedicada de membros do elenco altamente enérgicos e informativos, comprometidos em envolver e inspirar nossos convidados a seguir as diretrizes apropriadas”.

As autoridades da “Disney” e do “SeaWorld” disseram que exigirão que convidados e funcionários usem coberturas faciais e o distanciamento social será aplicado em todas as suas propriedades. Convidados e funcionários também serão submetidos a verificações de temperatura antes de entrar nos parques. Os funcionários da Disney serão obrigados a fazer verificações de temperatura antes de ir para o trabalho, disse McPhee. Eles também serão submetidos a verificações de temperatura no parque, acrescentou. A febre é um dos sintomas do coronavírus.

Uma equipe de inspeção do Condado de Orange visitou o “SeaWorld” e a “Disney” na terça-feira para verificar se os planos propostos estariam em conformidade com as diretrizes recomendadas pelos “Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA”, disseram funcionários dos parques à Força-Tarefa.

O “Universal Orlando” será o primeiro na região central da Flórida a ser reaberto a partir de 5 de junho, depois de ter recebido recentemente a aprovação do governador Ron DeSantis.