Companhias aéreas dos EUA cancelam mais de 200 voos na véspera de Natal

Delta Airlines disse que ‘esgotou todas as possibilidades de recursos’ antes de cancelar os voos

A propagação da variante Ômicron é um do fator primordial que levou as companhias aéreas “United Airlines”, “Delta Airlines” e “Alaska Airlines” suspenderem mais de 200 voos nesta sexta-feira, véspera de Natal. Foi expedido um comunicado com o pedido de desculpa aos clientes

Da Redação

Por que companhias aéreas dos EUA cancelaram tantos voos às vésperas do Natal? Segundo comunicado da “United Airlines”, “Delta Airlines” e “Alaska Airlines” – que suspenderam mais de 200 voos nesta sexta-feira –, a variante Ômicron é um dos fatores mais agravantes. A segurança das respectivas tripulações está inclusa na lista de observações das empresas, que alegam mau tempo e as áreas de impacto com a propagação da Covid-19 e da variante Ômicron.

A “United”, por exemplo, disse que cancelou 112 voos, enquanto a “Delta” indicou que suspendeu pelo menos 90 das operações programadas para esta sexta-feira e a “Alaska” detalhou que cancelou nesta quinta-feira 17 e que planeja adicionar mais nesta sexta-feira.

O cancelamento de voos é um problema recorrente nos últimos meses que as companhias aéreas atribuem a uma combinação de problemas, incluindo, entre outros, possível mau tempo em algumas áreas e o impacto da Covid-19, tanto em sua variante como agora com a Ômicron.

“Infelizmente, tivemos que cancelar alguns voos e estamos notificando os clientes afetados antes que cheguem ao aeroporto”, disse a “United Airlines” em um comunicado.

“Lamentamos a interrupção e estamos trabalhando duro para remarcar o maior número possível de pessoas e colocá-las no caminho certo para o feriado.”

A empresa foi a primeira companhia aérea dos EUA a exigir vacinas obrigatórias para todos os seus funcionários. No entanto, muitos se recusaram a ser imunizados.

A “Delta” assegurou que, antes de optar pelo cancelamento dos voos, esgotou todas as opções e recursos à sua disposição, incluindo a mudança de rotas e a substituição de aeronaves e tripulações para cobrir as operações programadas.

“Pedimos desculpas aos nossos clientes pelo atraso em seus planos de viagem de férias. O pessoal da Delta está trabalhando duro para levá-los onde precisam o mais rápido e seguro possível no próximo vôo disponível”, disse ele.

A “Alaska Airlines” explicou que, embora o número de funcionários tenha aumentado para se preparar para esta temporada de férias, alguns deles relataram que podem ter sido expostos ao vírus e devem ser colocados em quarentena por protocolo.

Como outras companhias aéreas, a empresa se desculpou e garantiu que trabalham para garantir que os usuários de seus serviços consigam viajar para onde planejaram.

“Para permitir que nossos clientes reservem seus voos conforme sua conveniência, implementamos uma isenção de viagem flexível no alaskaair.com. Aqueles com viagens programadas entre 22 de dezembro e 2 de janeiro podem alterar suas passagens online, e a viagem deve ser concluída até 31 de janeiro, 2022 “, disse a empresa.

Posted In: