Os 50 Tons de Cinza na Decoração

voltar

ABR/13 – pág. 56

Seguindo a influência do best-seller 50 tons de cinza, da romancista britânica E.L.James, que contagiou leitores do mundo inteiro, a decoração de ambientes também se rendeu a esta cor que, apesar de neutra, permite mil e uma combinações. Os tons sóbrios, como cinza, deixam o ambiente neutro para receber qualquer tipo de mobiliário e decoração. Permite a brincadeira com a mistura de outras cores para quebrar a seriedade e descontrair o espaço.

Primeiro, o cinza era previsto para ambientes masculinos ou impessoais, assim como o preto, mas, com um toque de cor, como o amarelo, o vermelho ou de tecidos com formas abstratas, transforma-se em uma proposta aconchegante e envolvente. A mistura de cinza, preto, couro e peças de design, com a jogada de cores primárias, é a grande aposta do momento. Quadros com letras e números também entram bem nesta composição. E o toque final, em um ambiente sóbrio, pode ser a simples adição de almofadas coloridas com tecido de formas abstratas. Invista no amarelo como cor pontual e no cinza, em diferentes gamas, nas paredes. Você pode usá-lo na cozinha, banheiro, dormitório, escritório ou estares.

Viviane Sperb
Arquiteta
viviane@nossagente.net