Temendo contaminação, 10 mil voluntários desistem de trabalhar nas ‘Olimpíadas de Tóquio’

Segundo pesquisa nacional, população japonesa acha arriscado a realização das Olimpíadas

 

A notícia da variante indiana que avança no mundo, deixa população do Japão em alerta. Dez mil voluntários desistiram de trabalhar nos Jogos, temendo a contaminação

 

Da Redação

A 50 dias para o início das “Olimpíadas de Tóquio 2020”, a informação surpreendente de que cerca de 10 mil voluntários – dentre os 80 mil –, desistiram de trabalhar no evento, temendo o coronavírus. A notícia da variante indiana que avança no mundo, deixou todos preocupados, pois os riscos são evidentes com a chegada de delegações de outros países, além da movimentação nos aeroportos.  O diretor geral dos Jogos Olímpicos, Toshiro Muto, disse que a desistência desses voluntários não será prejudicial à organização do evento.

Os desafetos entre voluntários e a organização dos Jogos, apontam inúmeras  controvérsias, como, por exemplo, de que grande parte dos japoneses é contrária à realização das Olimpíadas, de acordo com pesquisa nacional. A população alega que a pandemia ainda é preocupante, e que o evento coloca o país na rota de perigo.

Os Jogos Olímpicos estavam programados para 2020, mas foram adiados por um ano devido à pandemia. As Olimpíadas estão previstas para ser disputadas de 23 de julho a 8 de agosto. Nesta quinta-feira, os organizadores vão informar novos detalhes sobre as cerimônias de medalhas.

Devido a uma quarta onda de infecções, Tóquio e outros nove departamentos permanecerão em estado de emergência de saúde até um mês antes dos Jogos.