Dez erros graves que se comete em uma casa

Dez erros graves que se comete em uma casa

Edição de março/2018 – pág. 29

Dez erros graves que se comete em uma casa

Realmente manter uma casa custa caro. Mas será que você não está gastando mais do que o necessário? Segue a listas dos dez erros mais comuns que podem ajudar você a economizar e cuidar ainda melhor da sua casa.

1. Uso de lâmpadas tradicionais:

Usar lâmpadas incandescentes é jogar dinheiro fora todos os meses. Por seu tempo de vida, essa lâmpada pode gastar $180.00 de eletricidade. A fluorescente gasta $41.00 em um mesmo período, enquanto a LED gasta somente $30.00. Portanto, pense na economia que se faz ao trocar todas as lâmpadas da casa pelas LEDs.

2. Ignorar vazamento das pias

Uma pia que pinga uma gota por segundo pode gastar mais de 3000 galões de água por ano, o bastante para tomar 180 banhos. Alguns vivem em áreas onde há água em abundância, mas para aqueles que vivem em áreas mais secas, isso pode estar custando uma fortuna. Arrume todos os vazamentos de pias e economize muito na conta de água.

3. Usar filtros de ar-condicionado no tamanho errado

Todos podem se esquecer de trocar o filtro do ar-condicionado ou comprá-lo no tamanho errado. No entanto, usar o filtro errado ou sujo aumenta a conta de luz e ainda causa problemas no aparelho. Use o tamanho correto dos filtros em cada aparelho da casa e anote as datas recomendadas de troca em lugares visíveis para o não esquecimento.

4. Não adequar a temperatura do ar-condicionado

Invista em um termostato com temperatura variável, dispositivo destinado a manter a temperatura do sistema de ar-condicionado. Nos períodos que ninguém estiver em casa aumente ou diminua a temperatura para economizar. Aquecer ou esfriar casas vazias é um grande desperdício de dinheiro.

5. Não ajustar a ventilação de ar proporcionalmente

Um comodo da casa esta muito frio ou quente e o proprietário do imóvel regula a temperatura do ar-condicionado para esfriar/esquentar esse cômodo e acaba esfriando a casa inteira. Ao invés disso, ajuste a ventilação do ar para direcioná-lo de forma igual a todos os cômodos da casa. Chame um profissional para regular o fluxo de ar, assegurando que a casa inteira está recebendo a mesma quantidade de ar-condicionado ou aquecedor.

6. Regar demais a grama

Muitos proprietários de imóveis têm um sistema de irrigação programado para ser ligado no período da manhã. Isso pode ser um problema se nunca é verificado o que realmente está sendo regado. Uma cabeça de aspersão quebrada pode causar uma enxurrada ou a direção da água pode estar regando a cerca ao invés da grama. Periodicamente teste o sistema de irrigação durante o dia para checar a performance quando não se está por perto.

7. A água do aquecedor está com a temperatura muito alta

A menos que se tenha um aquecedor que não usa o tanque (tankless water heater), o aquecedor mantém a água quente no tanque 24 horas todos os dias da semana. Se não estiver de olho na temperatura da água, com as mudanças de estação, pode-se pagar muito para aquecer água. Diminua a temperatura no verão e aumente-a quando o inverno se aproximar.

8. Janelas e portas com vazamento

Vazamentos em janelas e portas permitem que o vento frio entre na casa, o que faz com que alguns proprietários aumentem a temperatura do aquecedor. Coloque silicone nos vazamentos das janelas, bem como borracha debaixo das portas para que não haja troca do frio de fora com o ar quente de dentro da casa.

9. Pagar um “Faz-Tudo”

Não contrate um Faz-Tudo por serviços que se pode fazer. Se não tem certeza de como fazer, busque vídeos tutoriais na internet. Pequenos consertos feitos pelo proprietário do imóvel economizam muito.

10. Ignorar telhas (SINGLES) dobradas ou levantadas

Não ignore problemas em seu telhado para não ter problemas no futuro. Conserte o mais rápido possível. Isso trará grande economia!