54 livros didáticos proibidos em escolas do Estado gera indignação de professores 

Decisão do “Departamento de Educação da Flórida” em proibir 54 livros em escolas causa indignação

54 livros didáticos enviados para a lista de aprovados do estado da Flórida foram rejeitados pelo “Departamento de Educação da Flórida”. Censores alegam teoria racial crítica e aprendizado socioemocional. Professores criticam proibição  

Da Redação 

Por qual motivo 54 livros didáticos de Matemática foram rejeitados e proibidos na Flórida? Esse o questionamento de educadores e políticos, após decisão do “Departamento de Educação da Flórida” descartar livros, alegando que “seus editores estavam tentando doutrinar os alunos”.

______continua após a publicidade_______

retaxes

Segundo o comunicado do setor educacional, 41% dos livros submetidos incluíam referências à teoria racial crítica, núcleo comum e aprendizado socioemocional. O estado disse que as classes K-5 tiveram a maioria dos materiais rejeitados. 

O governador Ron DeSantis disse em um comunicado: “Parece que alguns editores tentaram aplicar uma camada de tinta em uma casa antiga construída sobre a fundação do Common Core e doutrinar conceitos como o essencialismo racial, bizarramente, para alunos do ensino fundamental.” 

“Sou grato que o comissário (Richard) Corcoran e sua equipe no Departamento conduziram uma verificação tão completa desses livros didáticos para garantir que eles cumpram a lei”, ressaltou. 

O deputado estadual Carlos Guillermo Smith, D-Distrito 49, disse em um tweet que o governador “transformou nossas salas de aula em campos de batalha políticos”. 

A presidente da “Orange County Classroom Teachers Association”, Wendy Doromal, disse que ficou perplexa depois de saber sobre os livros rejeitados. 

De acordo com o departamento, os livros didáticos são revisados ​​por assunto a cada cinco anos e os materiais devem atender aos “Padrões Benchmarks for Excellent Student Thinking (BEST)” da Flórida. O próximo assunto para revisão são os estudos sociais. O estado já está aceitando lances de editoras. 

Isso ocorre quando o PEN America, um grupo de advocacia para profissionais de redação, descobriu que a Flórida é o terceiro país com mais incidentes de proibição de livros escolares. 

O distrito escolar do condado de Osceola está atualmente analisando quatro livros que foram recentemente banidos em outros distritos. O superintendente também anunciou um novo sistema que permite aos pais decidir quanto acesso seus alunos têm aos livros da biblioteca. 

____________________publicidade___________________

seguro

seguro

anuncie