Prezados investidores, vocês querem um Airbnb?

Prezados investidores, vocês querem um Airbnb?

Edição de fevereiro/2019 – p. 29

Oferecer aluguel por temporada usando Airbnb cresce em popularidade entre proprietários de imóveis e investidores. Com o Airbnb atraindo inquilinos do mundo inteiro, proprietários de imóveis em cidades grandes lucram uma média de $20,619.00 por ano, de acordo com iProperty Management (site de informação e pesquisa). Os aluguéis tiveram um aumento de 45% no ano passado, nos Estados Unidos.

Esse é o crescimento demográfico mais rápido desses proprietários aderindo ao Airbnb? Desde 2017, pessoas com 60 anos ou mais estão aderindo a um ritmo de 102%, sendo que o número de mulheres é mais elevado do que de homens. No entanto, para tomar a iniciativa de alugar um imóvel usando o Airbnb, é importante planejar bem e levar algumas questões em consideração, pois esse tipo de investimento não serve para todos.

Se os investidores estiverem pensando nessa opção, apresente-lhes os cinco pontos escritos por Wendy Schultz (fundadora e CEO da “The Simple Life Hospitality”, uma companhia de gerenciamento de aluguel por temporada):

1. Descubra se aluguel por temporada é permitido em seu município. Os corretores poderão auxiliar seus clientes. Airbnbs localizados em áreas que não são tradicionalmente destino de férias é relativamente um novo fenômeno, diz Schultz. Nem todos os municípios gostaram da ideia de aluguel por temporada e, em alguns casos, proíbem essa iniciativa. Se o dono pertencer a uma associação de moradores, as normas poderão ser mais rígidas.

2. Os compradores do imóvel para aluguel com o Airbnb estão preparados para ter mais trabalho e mais gastos? A longo prazo, aluguel por temporada gera mais trabalho do que alugar de forma tradicional, diz Schultz. Quando um inquilino se hospeda em um Airbnb, espera ter o conforto de sua casa com as conveniências de um hotel. Isso quer dizer que os proprietários devem oferecer móveis e facilidades, tais como TV a cabo e internet, cuidados externos com a grama e utilidades como água, luz, telefone local (gastos que tiram parte do lucro).

3. O proprietário do imóvel está disposto a colocar um preço competitivo para esse aluguel? Colocar valor muito alto ou muito baixo traz custos a longo prazo. Portanto, faça análise de mercado para que o proprietário tenha a ideia correta se o aluguel de Airbnb irá realmente possibilitar lucro com o imóvel no mercado onde ele se localiza.

4. Eles podem se afastar emocionalmente da casa? Muitos proprietários não pensam nesse tema, diz Schultz, principalmente se eles estiverem alugando uma casa onde viveram por muitos anos. Outra família fará as refeições na sua mesa e assistirá à TV no seu sofá, portanto os proprietários devem ter certeza que saberão lidar com esse fator emocional.

5. Os donos dos imóveis devem entender o seu mercado alvo. Quem serão os inquilinos que alugarão esse imóvel? Famílias? Fãs de esporte? Profissionais viajando a trabalho? Se os proprietários souberem quem será seu público-alvo, poderão decorar e preparar o imóvel de acordo com os inquilinos.

Fonte: The Simple Life Hospitality