Volta triunfal de Adriana Esteves

Volta triunfal de Adriana Esteves

Após dois anos do sucesso como a vilã Carminha em “Avenida Brasil” a atriz retorna em “Babilônia”, na pele de Inês Junqueira, que reservas muitas surpresas. A próxima trama global estreia em março

Adriana1Após o sucesso da vilã Carminha na novela “Avenida Brasil”, Adriana Esteves está de volta na trama “Babilônia”, na Globo, escrita por pelos autores Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga. A atriz de olhar dócil e voz imponente promete mais uma vez surpreender, vivendo a Inês Junqueira, personagem que reserva momentos emocionantes, com traços de mau caratismo. “Ela é uma mulher bastante complexa, mas não acho que seja malvada. Carminha foi um trabalho muito bacana na minha vida, é um dos papéis legais da minha história, da minha trajetória. Agora, eu estou dedicada e focada em outro. Tenho muito trabalho pela frente com a Inês”, revela.

E para quem espera ver uma Adriana interpretando uma mulher má, com estratégias e golpes, como foi o caso da Carminha, pode der que não desta vez. Embora os autores e atores guardam a sete chaves o destino de “Babilônia”, sabe-se que o papel da Inês Junqueira seja dramático, mas sem tantas maldades, ou seja, ela é uma vilã moderada. As primeiras cenas foram gravadas em Dubai, nos Emirados Árabes, com direito a plateia e pedidos de selfies com a atriz, afinal, ela é querida em vários países onde o seu trabalho foi exibido. Atenciosa e não fazendo caras de poucos amigos, a estrela global fez o que pôde para atender o pedido de seus admiradores.

Quanto as suas impressões de Dubai, quando consultada, Adriana foi enfática: “. “É um lugar que eu tinha bastante curiosidade, e acho que eu, a princípio, não iria se não fosse a trabalho. Foi maravilhoso ter ido. A gente passou uma semana incrível: um lugar interessante, no início da novela – o que só aumenta minha felicidade e meu prazer de estar fazendo esse novo trabalho. A beleza e exuberância toda das locações encanta, e tem muito a ver com a história dessa personagem nesse momento da trama. Tudo isso ajuda”, afirma.

Indagada sobre os motivos que a levaram a aceitar a Inês na novela, Adriana Esteves disse o seguinte: “Fiquei muito honrada quando me chamaram para fazer uma novela tão bacana, com um personagem ótimo, de autores por quem eu tenho profunda admiração. Uma novela de Dennis Carvalho, Gilberto Braga, onde posso contracenar com esse elenco incrível. Maior prazer. Estou muito feliz de estar aqui”, fala.

Detalhando alguns aspectos da personalidade da Inês, a atriz disse que trata-se de uma mulher ressentida e amargurada, que cresceu absolutamente obcecada pela amiga Beatriz. “Ela era gordinha e sofria bullying. Beatriz a defendia apenas para se fazer de generosa. As duas passaram a adolescência grudadas. No entanto, desde que Beatriz foi estudar arquitetura nos Estados Unidos, Inês nunca mais soube da amiga. Nem por isso deixou de admirá-la e coleciona fotos e recortes de jornal sobre Beatriz, em um misto de fascínio e inveja por ela”, conta.

Cenas luxuosas

As luzes, o tapete vermelho, as câmeras, a movimentação dos carros de luxo e, principalmente, das pessoas na entrada da estação do bondinho do Pão de Açúcar, na Urca, no Rio, chamavam a atenção de quem passava pela praça General Tibúrcio, na Urca. Era uma festa em alto estilo, mas nos moldes televisivos, ou seja, sob o olhar crivo de diretores e equipe de apoio. Penetra no local, nem pensar. Acontecia no local a gravação de uma das cenas mais importantes do primeiro capítulo de “Babilônia”, que se passa em 2005, a comemoração é pelo aniversário da construtora Souza Rangel, do poderoso Evandro (Cássio Gabus Mendes), então noivo de Beatriz (Gloria Pires). E segundo adiantou o autor Ricardo Linhares, a festa vai mudar o destino de Inês (Adriana Esteves) e Beatriz. Consequentemente, também sela o destino de Regina (Camila Pitanga). As três mulheres cujas vidas serão entrelaçadas a partir de um crime. O ponto de partida dessa tragédia acontece justamente nesse evento.

As gravações ocorreram em janeiro e movimentaram um dos principais pontos turístico do Rio. Dirigidas por Dennis Carvalho e Maria de Médicis, as sequências foram gravadas durantes três noites e tiveram uma grande produção, com direito até a escola de samba. Outra dupla que vai dar o que falar na trama é Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg. Ambas viverão um par romântico e serão perseguidas por sua homossexualidade.

Vida em família

Casada com o ator Vladimir Brichta (da série “Entre Tapas e Beijos”), Adriana Esteves mora na Gávea, na zona sul do Rio, com os filhos Felipe, 10 anos, de sua união com Marco Ricca, e Vicente, de 4, do casamento com Brichta, e com a enteada, Agnes, de 13. Falando sobre o seu companheiro, a atriz não poupou elogios ao ator: “A nossa relação é ótima simplesmente porque Vlad é maravilhoso. É um parceiro, um companheiro e tanto. A gente pensa muito igual em tudo, o que torna mais fácil nossa convivência. Sem falar na admiração e no respeito que tenho pelo trabalho dele. Essa troca é muito boa e só fortalece o casal”, diz. E quanto aos filhos, “Eles são minha vida, minha paixão. É um sentimento tão forte que tudo se equilibra, mesmo quando a gente está trabalhando muito. Até porque tenho todo um aparato que me ajuda: um marido incrível, superparceiro; um ex-marido presente na vida do meu filho; avós; empregada, e as próprias crianças são maravilhosas”, conclui.