Varíola dos macacos: governadora de Nova York declara estado de emergência  

 

Nova York intensificará campanha de alerta à varíola dos macacos para que pessoas possam se vacinar o quanto antes

O aumento de casos da varíola dos macacos em Nova York é preocupante. A governadora Kathy Hochul emitiu um decreto criando mecanismos para reforçar campanha de alerta. A OMS classificou como emergência global de saúde

Da Redação – Após diagnósticos de pessoas com a varíola dos macacos em Nova York, autoridades de saúde do estado declararam situação de emergência de saúde pública, o que requer cuidados dos cidadãos. O aumento é preocupante e a governadora Kathy Hochul emitiu um decreto que irá vigorar até o dia 28 deste mês, criando mecanismos para reforçar a campanha de alerta da doença. É preciso que a vacinação se intensifique, disse Kathy, principalmente entre as pessoas do grupo de risco.

Informações levantadas pelos “Centers for Disease Contol (CDC)”  apontam que 1.345 residentes de NY foram diagnosticados com a varíola. Isso representa um a cada quatro testes positivos da doença nos EUA. Outro ponto é que a Califórnia aparece como segundo maior número de pessoas infectadas – 799 casos relatados até a última sexta (29).

______continua após a publicidade_______

seguro

Temendo o avanço da doença no país, o governo do presidente Joe Biden antecipou medidas de precaução e comprou 2,5 milhões de doses do imunizante Jynneos, produzido pela empresa de biotecnologia Bavarian Nordic A/S. O medicamento será distribuído entre governos estaduais.

Importante ressaltar que a vacina foi aprovada pela “Food and Drug Adminstration”, e deve ser tomada em duas vezes com intervalo de 28 dias entre elas. 

Foco de transmissão

Como ocorre a transmissão? Segundo dados de infectologistas, a propagação acontece por meio do contato direto com as feridas na pele do enfermo, secreções corporais, ou ao tocar em roupas, lençóis ou toalhas que encostaram na erupção cutânea infecciosa causada pelo vírus. O ciclo da doença  dura entre duas a quatro semanas. Casos graves podem ocorrer, mas a varíola dos macacos é bem menos letal que a varíola humana, erradicada em 1980.

A doença foi diagnosticada no Reino Unido, depois da visita de um homem à África este ano – três mortes já tinham sido verificadas na Nigéria e outras duas na República da África Central. Segundo divulgou a “Organização Mundial da Saúde (OMS)”, os países com mais casos com a varíola do macacos são: Espanha – 3125; Estados Unidos – 2316; Alemanha – 2268; Reino Unido – 2137; França – 1453;  Países Baixos – 712; C



____________________publicidade___________________

seguro

anuncie