Vacina contra Covid será obrigatória a passageiros em voos domésticos

Obrigatoriedade da vacina contra Covid em voos domésticos nos EUA será exigência do governo Biden

Em entrevista coletiva, o presidente Joe Biden disse que aguarda “recomendação médica” para tomar decisão quanto a exigência da vacina contra Covid a passageiros em viagens domésticas – o país enfrenta uma nova onda do coronavírus com a propagação da variante Ômicron

Da Redação

O presidente Joe Biden, não descartou na terça-feira que seu governo irá impor a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 a passageiros em voos domésticos no país. Será necessário o preenchimento do calendário vacinal para viajantes em rotas internas, antes do embarque.

Questionado por jornalistas de Delaware, onde se passa o período de final de ano, sobre quando tomaria a decisão a respeito do mandato das vacinas para viajantes domésticos, Biden garantiu que “quando receber uma recomendação da equipe médica”.

A declaração do presidente foi feita quando o país enfrenta uma nova onda do coronavírus com a propagação da variante Ômicron. Os “Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)” revelaram na terça-feira que os EUA estabeleceram um novo recorde diário para infecções por Covid-19 na segunda-feira.

E de acordo com os registros do CDC, em 27 de dezembro havia 441.278 novos casos no país. Além disso, o CDC reduziu a taxa de prevalência da variante Ômicron no país na terça-feira em comparação com outras, como a Delta.

Em dados atualizados em seu site, o CDC aponta que na semana de 19 a 25 de dezembro, as infecções pela Ômicron representam 58,6%, mas cortaram a estimativa da semana anterior, na qual agora apontam que a variante foi a responsável para 22,5% das novas infecções.

Há poucos dias, o próprio CDC havia colocado o percentual de prevalência do Ômicron na semana de 12 a 18 de dezembro em 73,2%, então corrigiram essa estimativa em mais de 50 pontos. Os números do CDC indicam que 205,4 milhões de pessoas completaram a vacinação nos país, enquanto 67,3 milhões já receberam a dose de reforço.