“Universal Orlando” reabre com “filas virtuais” e capacidade reduzida

Uso de máscara e “filas virtuais” marcam a reabertura do complexo “Universal Orlando”

 

Parques da “Universal Orlando” reabrem impulsionando a volta gradativa do turismo na Flórida. O uso da máscara, distância obrigatória foram monitorados com rigor pelos funcionários. Ainda assim, prevalece à alegria entre os visitantes.

Da Redação

“Foi um sonho”, disse uma jovem emocionada ao adentrar no complexo da “Universal Orlando”, em Orlando, que reabriu os parques no dia 5 de junho, com iniciativa fundamental para a volta do turismo na Flórida. E desde o fechamento dos parques –15 de março –, devido à pandemia que invadiu os EUA, que o fluxo de visitantes foi interrompido, deixando a cidade e um ritmo desacelerado, preocupando empresas e empresários que atuam no setor do entretenimento. Agora, aos poucos, a volta gradativa do glamour na terra do sonho reacende as esperanças de turistas e do setor empresarial.

Mas como foram os primeiros dias para os visitantes nos parques da Universal? O uso da máscara, distância obrigatória entres os transeuntes, foram fatores essenciais, monitorados com rigor pelos funcionários dos parques, além de placas de avisos em vários locais. E mesmo com as restrições, a alegria das pessoas que puderam caminhar e aproveitar as atrações era evidente.

O “Universal Orlando” recebe apenas 35% de sua capacidade normal e implementou um sistema de “filas virtuais”, que permite reservar um espaço em uma atração por meio de um aplicativo para evitar multidões. E os resultados têm sido satisfatórios, permitindo a todos que se divirtam com segurança, sempre mantendo os cuidados necessários para não ser advertido por monitores, espalhados pelo parque.

Importante ressaltar que a cidade de Orlando concentra a maioria dos parques temáticos do estado da Flórida e é visitada anualmente por milhões de turistas de todo o mundo. No entanto, na atual situação de combate à Covid-19, o número de turistas está bem reduzido, mas a emoção de quem tendo ido aos parques nos últimos dias tem sido intensa.

 

Restrições do “Disney Springs” 

O “Disney Springs” – complexo de lojas e restaurantes da Disney em Orlando –, encontrou uma forma criativa de incentivar os clientes que circulam pela área a manterem o distanciamento social, ou seja, apostaram em “Stormtroopers”, posicionados na entrada do espaço comercial, alertando as pessoas sobre o uso de máscaras e outras medidas no combate ao novo coronavírus. Isso tem evitado aglomerações e permite que todos os visitantes tenham segurança

O “Disney Springs” reabriu em 20 de maio, com lojas e restaurantes em funcionamento, obedecendo às normas sanitárias e alertando os clientes de que eles assumem voluntariamente possível exposição à Covid-19. Os visitantes do “Disney Springs” têm acesso a estacionamento limitado, devem usar máscaras e são submetidos à medição de temperatura corporal na entrada do local. Ainda, o espaço comercial investiu em barreiras para facilitar o distanciamento social e funciona com horas reduzidas.