Trump anuncia lançamento do aplicativo “Truth Social”, no próximo mês

O ex-presidente Donald Trump está otimista com lançamento do aplicativo “Truth Social”

 

Após ser banido das plataformas Twitter e Facebook,  o ex-presidente Donald Trump lançará no próximo mês o seu aplicativo de mídia social, “Truth Social”. “Estou animado para enviar meu primeiro ‘Truth’ no ‘Truth Social’ muito em breve”, disse

 

Da Redação

“Truth Social” é o aplicativo de mídia social que será lançado pelo ex-presidente Donald Trump, através de uma nova empresa formada pela fusão do “Trump Media & Technology Group” e uma empresa de aquisição especial “SPAC”, segundo comunicado de imprensa de ambas organizações. Este será o próprio aplicativo de Trump, e ele afirma que “enfrentaria Big Techs” como Twitter e Facebook, que o barraram de suas plataformas.

Indignado por ter sido excluído do Twitter e Facebook, Trump fez um comunicado por escrito, alegando o seguinte: “Vivemos em um mundo onde o Talibã tem uma grande presença no Twitter, mas seu presidente americano favorito foi silenciado. Isso é inaceitável.”

Demonstrando otimismo com o lançamento do “Truth Social”, o ex-presidente disse que, “Estou animado para enviar meu primeiro ‘Truth’ no ‘Truth Social’ muito em breve. ‘TMTG’ foi fundado com a missão de dar uma voz a todos. Estou animado para em breve começar a compartilhar minhas ideias sobre o ‘Truth Social’ e lutar contra a Big Tech.”

A rede social, com lançamento inicial previsto para o próximo mês e implantação completa no primeiro trimestre de 2022, é a primeira das três etapas nos planos da empresa. O próximo passo deverá ser um serviço de vídeo sob demanda por assinatura chamado  “TMTG+”, que contará com entretenimento e notícias e podcasts, de acordo com um comunicado à imprensa.

A empresa prevê eventualmente competir com o serviço de nuvem AWS da Amazon.com e o Google Cloud.

O “Trump Media & Technology Group” receberá US$ 293 milhões em dinheiro que a “Digital World Acquisition Corp” tinha em confiança, supondo que nenhum acionista da empresa de aquisição opte por resgatar suas ações, de acordo com o comunicado.