Todos devem fazer sua parte. Brasileiros precisam responder ao Census 2020

A participação dos brasileiros ao responder o Census 2020 trará benefícios para Comunidade

 

Um passo fundamental para que o governo americano possa disponibilizar verbas de auxílio à comunidade, no âmbito da saúde, educação e economia, através de dados oficiais precisos quanto ao número de brasileiros residindo na Flórida 

Da Redação 

“Atenção comunidade brasileira, é importante e obrigatório responder o questionário do Census 2020 dos EUA – o país precisa de você!” Essa conscientização fortalecerá a fase de coleta do Census 2020, que compreende a aplicação dos questionários básicos com as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, entre outros tópicos. Um passo fundamental para que o governo americano possa disponibilizar verbas de auxílio à comunidade, no âmbito da saúde, educação e economia, através de dados precisos quanto ao número de brasileiros residindo na Flórida – 470 mil brasileiros extra oficialmente.

Segundo informa Viviane Saide – Agente Governamental do Census – Gestora de Relacionamentos, responsável por sete estados, incluindo à Flórida e Geórgia –, “o maior problema dos brasileiros, e imigrantes em geral, tem sido a falta de informação sobre o sigilo e confidencialidade dos dados de cada participante no recenseamento, com isso, a nossa comunidade não participa, não responde o questionário, em alguns casos, por medo de ter sua suas informações – quanto à situação imigratória –, compartilhadas com outras agências governamentaisÉ importante ressaltar que os dados individuais de cada participante são tratados com todo sigilo e confidencialidade por 72 anos, resguardados pela legislação federal americana – Título 13 –, e que as respostas fornecidas ao ‘US Census Bureau’ não poderão ser usadas contra os participantes, inclusive, quanto as questões de auto identificação dos habitantes ”, garante Viviane.   

“Através dos dados coletivos obtidos no recenseamento, os governantes poderão tomar decisões importantes, como número real da população de cada região para distribuição benefícios públicos, como vacinas, testes, e auxílios emergenciais, em tempos de pandemia, além de outros serviços públicos. Sem o número real da população do país, não tem como assegurar serviços e o direito a assistência adequada para todos. E têm pessoas que acreditam que não é preciso participar do recenseamento, e ignoram a necessidade de responder o questionário. Ocorre que essas mesmas pessoas são beneficiadas pelos Estados Unidos, usam os benefícios que o país disponibiliza, mas não entendem a obrigatoriedade de serem contados para garantir continuidade dos serviços públicos”, enfatiza Viviane. 

“Por que é importante o recenseamento demográfico? Através da participação das comunidades, o governo americano poderá fazer projeções da faixa etária da comunidade. Fará uma avaliação precisa quanto ao número de crianças e de idosos, hoje, nos Estados Unidos. Terá elementos para detectar se a comunidade está envelhecendo e quais os tipos de serviços podem ser feitos para atender a essas pessoas. O país precisa saber qual a cara da Nação, e isso inclui os imigrantes, os cidadãos de forma geral. Sem uma reposta eficaz do Census, fica inviável para os Estados Unidos liberarem verbas federais necessárias para os estados e municípios nos próximos dez anos. O Census irá orientar programas sociais, subsidiados pelo governo federal”, complementa a agente. 

A Flórida, por exemplo, informam os dados do Census, está abaixo da média nacional no recenseamento, com 54, 4 de domicílios. E não há uma precisão de quantas pessoas residem nesses respectivos domicílios, qual o número de crianças e de idosos. “É importante lembrar que no recenseamento anterior, deixaram de contar milhares de crianças. Foi um agravante porque é baseado nos dados do Census, no número de crianças existentes que o governo destina verbas para as escolas. Geralmente, é o chefe da casa quem responde o questionário e, na maioria das vezes, não acrescenta o número exato de crianças e de idosos, com isso, não se sabe o número populacional com exatidão”, lamenta Viviane.     

“A resposta ínfima da Flórida ao Census poderá reduzir o número de representantes na Câmara Federal – hoje a Flórida conta com vinte sete deputados. O número dos nossos representantes no congresso é determinado de acordo com o número populacional. É matemático, diminui a população, também irá diminuir o número de deputados para defender os interesses da Flórida, na Câmara federal. E se todos participarem, o número de pessoas acresce, então podemos ter mais deputados trabalhando para obter recursos. No último recenseamento – de 2010 –, a Flórida ganhou dois deputados”, complementa.         

Integrante do “Atlanta Regional Census Center”, através do “Department of Commerce”, Viviane Saide explica que outro fator preponderante, ao responder o questionário, é quanto a Raça e etnia – tópicos distintos. E raça e etnia, no Census dos EUA, definido pelo “Escritório Federal de Gerenciamento e Orçamento (OMB)” e pelo “United States Census Bureau” são itens de dados de auto identificação nos quais os residentes escolhem a raça ou raças com as quais mais se identificam e indicam se são de origem hispânica ou latina – as únicas categorias de etnia.  

Raça e etnia são consideradas identidades separadas e distintas, com origem hispânica ou latina como uma pergunta separada. Assim, além da sua raça ou raças, todos os entrevistados são categorizados por pertencer a uma das duas categorias étnicas, que são “hispânicos ou latinos” e “não hispânicos ou latinos”. No entanto, a prática de separar “raça” e “etnia” como categorias diferentes tem sido criticada pela “Associação Americana de Antropologia”. “Hoje temos informativos em português esclarecendo esses tópicos, essenciais na hora de responder ao Census”, acrescenta.  

 Recenseadores vão à sua casa 

 Explica Viviane Saide que este ano o “US Census Bureau” tem incentivado a auto resposta da população pela internet, telefone ou até mesmo pelo correio. É muito importante que todos sejam contados e que respondam o questionário imediatamente. Entretanto, a partir do dia 13 de agosto, os recenseadores vão bater à porta dos domicílios que não responderam ao Census. “Para evitar que os brasileiros recebam as visitas dos recenseadores nas suas residências, recomendamos que acessem o site www.2020census.gov/pt, agora mesmo, para responder o questionário em português. É fácil, seguro e confidencial”!

“Será uma forma mais ágil para que todos possam responder o questionário e colaborar com o governo federal. O Census se estenderá até o dia 30 de setembro, e a participação da comunidade brasileira é imprescindível. Temos de saber quantos brasileiros vivem na Flórida”, reforça. “Assim como os brasileiros disponibilizam informações ao tirar a driver license, por exemplo, poderá passar os seus dados para os recenseadores. Temos de estar unidos e participativos, e o meu trabalho é conscientizar os brasileiros da importância do Census. É uma força-tarefa para ajudar a comunidade”. 

Na região do Sul da Flórida, onde existe uma grande concentração de imigrantes, vários governantes estão preocupados com a baixa participação da população na contagem. “Estamos muito preocupados com o baixo índice de resposta nas cidades de Pompano Beach (50.3%) e Deerfield Beach (37.6%), onde residem milhares de brasileiros. A grande maioria dos imigrantes brasileiros daquela região ainda não respondeu ao Censo, o que vai trazer grandes prejuízos à comunidade local. Temos sim que fazer a nossa parte, responder o questionário, sem receios, pois a confidencialidade é garantida a todos. Os seus dados individuais estarão protegidos por 72 anos”, finaliza Viviane.   

Comunicado “U.S. Census Bureau”: 

“O “U.S. Census Bureau” continua a avaliar seus planos operacionais para coletar e processar dados do Census de 2020. Estamos anunciando atualizações em nosso plano que incluirão prêmios de enumerador e a contratação de mais funcionários para acelerar a conclusão da coleta de dados e contagens de repartição até o nosso prazo legal de 31 de dezembro de 2020, conforme exigido por lei e dirigido pelo Secretário de Comércio”.

“O novo plano do ‘Census Bureau’ reflete nosso compromisso contínuo de conduzir uma contagem completa, fornecer dados de distribuição precisos e proteger a saúde e a segurança do público e de nossa força de trabalho. 

Contagem completa: uma operação robusta de coleta de dados de campo garantirá que recebamos respostas de famílias que ainda não responderam ao Censo 2020. Terminaremos a coleta de dados de campo até 30 de setembro de 2020. As opções de auto resposta também serão fechadas nessa data para permitir o início do processamento de dados. De acordo com esse plano, o  ‘Census Bureau’ pretende atender a um nível semelhante de respostas das famílias coletadas em censos anteriores, incluindo o alcance de comunidades difíceis de contar. 

Serviço

Questionário – US Census Bureau

Acesse : www.2020census.gov/pt