Texas reclama do custo de transportes de imigrantes a Washington: US$ 1,6 milhão

Governador do Texas, Greg Abbott, considera “muito alto” os gastos com ônibus para transportar imigrantes

As contas de ônibus para transportar imigrantes totalizaram mais de US$ 1,6 milhão, enquanto o Texas levantou quase US$ 112.000 para cobrir os custos. “Mais caro que voo de primeira classe”, disse o governador

Da Redação – Registros estaduais mostram que os gastos com imigrantes no Texas – ônibus –, totalizaram mais de US$ 1,6 milhão, enquanto que o governador do estado, Greg Abbott, arcou com US$ 112.000 para cobrir os custos – custou mais de US$ 1.400 por passageiro até agora. Isso, no entanto, disse Abbott, “é mais do que o custo de uma passagem de avião de primeira classe de algumas cidades fronteiriças do Texas até a capital do país.”

______continua após a publicidade_______

seguro

Os documentos, obtidos por meio de uma solicitação de registros abertos à “Divisão de Gerenciamento de Emergências do Texas (TDEM)”, mostram que os custos de transporte totalizaram US$ 1,6 milhão em abril e maio, e a conta total poderia ser maior. Os registros sugerem que o status ainda não recebe as contas de todas as despesas de viagem.

Os registros de passageiros fornecidos pelo “TDEM” comprovam que 1.154 passageiros foram transportados nos primeiros meses do programa. Isso significa que o custo aproximado por passageiro foi de pelo menos US$ 1.442.

O levantamento mostra que mesmo uma passagem de avião e uma noite em um hotel cinco estrelas perto da Casa Branca poderia custar cerca de metade do preço de uma viagem de ônibus financiada pelo Estado.

Mas os registros fornecidos pela TDEM, que administra o programa de transporte de ônibus, sugerem que, em vez de “sobrecarregar” Washington com imigrantes, os ônibus podem “sobrecarregar” os contribuintes do Texas com grandes custos de transporte que poderiam ser fornecidos a um custo muito menor.

Recursos do governo

Organizações de ajuda em Washington DC argumentam que os ônibus não estão tributando os recursos do governo federal, como Abbott esperava. Em vez disso, eles dizem que o fardo recaiu sobre as instituições de caridade locais de DC, que se esforçaram para ajudar os imigrantes deixados para trás na estrada quando os ônibus da fronteira do governador cruzaram a cidade.

“Ele poderia fazer isso de uma maneira muito melhor. Mas, novamente, sempre achamos que isso é um golpe político dele tentando defender um ponto político”, disse Abel Nunez, diretor executivo do “Centro de Recursos da América Central” em Washington, um grupo que se reúne com muitos dos ônibus do Texas quando chegam à capital do país.

Outro grupo de ajuda, “Catholic Charities” da Arquidiocese de Washington, compra passagens de avião e ônibus para ajudar muitos imigrantes do Texas a viajarem para seus destinos finais.

Os custos totais aumentaram devido ao fato de que os ônibus geralmente viajam de San Antonio até a fronteira, depois para Washington DC e finalmente de volta ao Texas, viajando vazios e não voltando. O estado recebe uma conta por todos os quilômetros ao longo do caminho.



____________________publicidade___________________

seguro

anuncie