Suspensão da concessão do green card protegerá trabalhador americano, diz Trump.

 

Donald Trump diz que suspensão temporária do green card beneficiará trabalhador americano

 

As declarações de Trump, que ameaça de “suspender a imigração” afeta apenas temporariamente os pedidos de residência permanente. A medida de suspensão da concessão do green card foi anunciada durante coletiva na Casa Branca 

Washington D.C.

Presidente dos EUA anunciou que suspenderá concessão do green card por sessenta dias para proteger o trabalhador americano. As declarações do republicano, que ameaça de “suspender a imigração” afeta apenas temporariamente os pedidos de residência permanente. Desde terça-feira, quando a notícia veio a público, durante coletiva de imprensa na Casa Branca, Trump justificou essa decisão, reforçando o seu apoio ao trabalhador americano em iminente volta à atividade paralisada pela emergência sanitária da Covid-19.

Trump disse ainda que a suspensão da concessão de autorizações permanentes durará dois meses, prorrogáveis dependendo das circunstâncias, que serão avaliadas pelo próprio presidente. Acrescentou que a medida afeta apenas essas autorizações e não as centenas de milhares de vistos de não imigrante ou as autorizações de trabalho temporárias concedidas a trabalhadores rurais ou profissionais médicos.

“Americanos em primeiro lugar” – A maior preocupação no momento parece ser o dano à atividade econômica devido às medidas de contenção da propagação do vírus, que já matou mais de 44.000 norte-americanos. Disse ainda o presidente que queria “colocar os americanos em primeiro lugar na fila” para recuperar o emprego em uma eventual recuperação econômica. Também mencionou que queria “reservar recursos cruciais para os americanos”.

“Tínhamos a melhor economia do mundo e tivemos que fechá-la”, argumentou o republicano. “Quero que nossos cidadãos tenham trabalho e que não tenham concorrência. Esta é uma situação muito inusual. Ninguém viu nada assim em muitas, muitas décadas. Não quero que compitam. Existe muita diferença em relação a uma situação na qual temos uma economia funcionando a todo vapor.”

E embora a medida reduza muito o alcance do conceito de “suspensão da imigração”, ainda afeta centenas de milhares de pessoas. Os EUA concederam 1,18 milhão de green cards em 2018, o último ano para o qual existem dados completos. O número se manteve ao redor de um milhão na última década. Aproximadamente metade é para pessoas que já estão no país. A maioria, cerca de 900.000, foi concedida por razões familiares.

Apenas 138.000 foram de autorizações justificadas por trabalho. Por país, o maior número de solicitantes é do México, Cuba, China e Índia. Mais da metade dos beneficiários do green card vive em apenas quatro Estados, as quatro maiores economias dos EUA: Califórnia, Nova York, Flórida e Texas.

Além disso, os EUA concederam 8,7 milhões de vistos de não imigrante em 2019, ou seja, não são autorizações de trabalho. A suspensão dos serviços consulares devido ao coronavírus já havia congelado de fato a concessão de vistos.