Superar desafios, e até desistir, impulsiona o Ciclo da Imigração!

Superar desafios, e até desistir, impulsiona o Ciclo da Imigração!

Edição de janeiro/2020 – p. 03

Superar desafios, e até desistir, impulsiona o Ciclo da Imigração!

Nestes meus 20 anos de América, vi muitas famílias chegarem e outras partirem. Muitas vezes, nas igrejas ou em algum grupo de encontro de famílias, pessoas desaparecem. Partem sem se despedirem, sem notícias e, depois, ficamos sabendo que voltaram porque não deram certo na América.

O sonho de imigrar para outro país é uma luta diária. Saudade dos que ficaram para trás, dificuldades financeiras, e em minha percepção, o que mais afeta as pessoas é a redução do nível social e profissional.

É difícil quando se atinge um nível social e profissional no seu país de origem, ter que voltar atrás e começar tudo de novo. Muitas vezes também pensei em desistir, quando as coisas começavam a dar para trás, mas com apoio da família principalmente, vendo o sucesso dos filhos na escola, como exemplos básicos, pensava. Criava uma força interior que me obrigava a continuar. Descobri o significado da palavra persistência e resiliência a fórceps na América.

Hoje, o conselho que posso dar a quem pensa em imigrar é ter planejamento e se preparar. Evidente que os percalços são inevitáveis, mas quando há o consenso – decisão de seguir em frente –, os nossos mecanismos de defesa reagem, então somos motivados a ‘tentar’ um pouco mais e, quem sabe…

O Ciclo de Imigração é intenso, e não há como conter a mola-motriz que impulsiona nossas vontades, e assim a ‘coisa’ vai. Muitas famílias continuam a chegar e algumas estão retornando, porque não deram certo, acabou o dinheiro, etc.

São experiências que vão se somando – cada qual com a sua história de vida –, agregando personagens de diferentes origens, pátrias e resultados. É a canalização do sonho que demarca quem somos, quais os nossos limites e aonde podemos chegar.

Imigrar é um desafio de todos os dias – momentos e horas –, buscando o lugar merecido na maratona da resistência. Quando imigramos, rompemos apegos, rotina e círculo de amigos, vislumbrando sucesso, mesmo que o custo seja alto.

O que eu pessoalmente posso garantir, é que quem consegue superar todos os desafios, os resultados são altamente compensadores.