Sobe para 51 número de imigrantes mortos no Texas; México fala em ‘descontrole’

O presidente Andrés Manuel López Obrador disse que a situação na fronteira com EUA está fora de controle

A crise imigratória na fronteira entre México e EUA é o assunto do encontro entre os presidentes Joe Biden e Andrés Manuel López Obrador, em Washington. Chega a 51 o número de imigrantes mortos em caminhão no Texas

Da Redação – Sobe para 51 o número de mortos encontrados dentro de um caminhão em San Antonio, no Texas, próximo da fronteira entre EUA e México, considerada maior catástrofe envolvendo imigrantes. O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, lamentou o episódio e disse que a situação está sem controles e que é preciso conter, “a qualquer custo”, o tráfico mortal de pessoas na fronteira. Já o presidente Joe Biden lembrou que a morte de inocentes, aliciados por traficantes, precisa acabar.    

Os migrantes falecidos foram descobertos dentro de um caminhão na segunda-feira (27) em San Antonio, Texas, onde as temperaturas chegaram a 39,4ºC. Autoridades locais e federais disseram que não havia sinais de água e nenhum ar condicionado funcionando dentro do caminhão.

______continua após a publicidade_______

seguro

Entre os mortos foram identificados 22 mexicanos, sete guatemaltecos e dois hondurenhos, segundo o ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, no Twitter.

O “Departamento de Imigração e Alfândega dos EUA (ICE)” disse que sua divisão de “Investigações de Segurança Interna” estava conduzindo uma investigação criminal sobre “um suposto evento de contrabando humano” em coordenação com a polícia local.

López Obrador se reunirá com o presidente Joe Biden, em Washington no dia 12 de julho. Ele disse que a migração será uma questão central em suas discussões.



____________________publicidade___________________

seguro

anuncie